Energia

Avião movido a energia solar dará volta ao mundo

Avião movido a energia solar dará volta ao mundo

Avião a energia solar

Bertrand Piccard, suíco, e Brian Jones, inglês, fizeram o primeiro vôo sem escalas ao redor do mundo, a bordo de um balão Breitling Orbiter, em 1999.

Agora eles se juntaram novamente para tentar fazer o mesmo percurso, só que a bordo de um avião movido a energia solar.

Para construir o Solar Impulse, o nome do novo avião, que terá a luz do sol como fonte única de energia para sua propulsão, eles estão contando com o apoio da Agência Espacial Européia e de uma equipe de 60 engenheiros, especialistas em aeronáutica e energia.

Células solares orgânicas

O apoio representa a utilização das mais modernas tecnologias, não apenas de materiais mais leves e aviônica, mas também das células solares orgânicas, mais leves e mais eficientes do que as tradicionais células fotovoltaicas, feitas de silício.

"Embora, no seu estágio atual, o avião nunca seria capaz de levar muitos passageiros, nós acreditamos que o Solar Impulse possa chamar a atenção para tecnologias que possam tornar possível o desenvolvimento sustentável," afirmou Bertrand Piccard.

Solar Impulse

O Solar Impulse só deverá conseguir levar um passageiro, em seu vôo histórico, mas que não deverá ser possível de ser completado antes de 2010. A fase atual consiste no aprimoramento do design e na montagem do avião. Ninguém ainda se esqueceu da queda do Helios, o avião solar da NASA, que partiu-se ao meio em vôo.

A seguir, o avião será submetido a testes de vôo noturno, quando ele deverá ser capaz de funcionar com a energia acumulada durante o dia. E, antes da grande tentativa, o Solar Impulse será submetido a testes reais, com vôos de vários dias de duração em ambientes mais seguros do que os tempestuosos oceanos que ele deverá atravessar.





Outras notícias sobre:

Mais Temas