Energia

Músculos artificiais geram energia a partir das ondas

Músculos artificiais geram energia a partir das ondas

Os músculos artificiais sempre foram vistos como uma das tecnologias mais promissoras para o campo da robótica e para a fabricação de alguns tipos de próteses. Mas o professor Roy Kornbluh, do Instituto SRI, Estados Unidos, acredita que eles também poderão ser utilizados para gerar energia a partir das ondas.

Músculos artificiais

Os músculos artificiais de polímeros eletroativos (EPAM na sigla em inglês: "Electroactive polymer artificial muscles"), são construídos de um tipo especial de polímero que reage à aplicação de uma carga elétrica.

Várias folhas desse plástico flexível especial são ensanduichadas entre dois eletrodos também elásticos, carregados com cargas opostas. A aplicação de uma carga elétrica nos eletrodos faz com que o polímero eletroativo se contraia. A interrupção da energia permite que os músculos artificiais relaxem e voltem à sua dimensão original.

Energia das ondas

A idéia de se utilizar os músculos artificiais para gerar energia veio do fato de que o inverso também é verdadeiro: se você estica e solta os músculos artificiais, gera-se uma tensão elétrica entre seus eletrodos.

A equipe do Dr. Kornbluh montou cordões de músculos artificiais em uma bóia marinha, como as utilizadas para sinalização e para coleta de dados metereológicos. A força exercida pela ondas faz com que o elástico de músculos artificiais se estique e se contraia, gerando energia.

O protótipo foi testado em uma área com ondas de tamanho médio de 80 centímetros. Como essas ondas se sucedem a cada 4 segundos, o pequeno gerador de eletricidade de músculos artificiais é capaz de gerar cerca de 5 watts de forma sustentada.

Mesmo que enormes fazendas marinhas de geração de energia a partir das ondas não venham a se tornar uma realidade no futuro, os geradores movidos a músculos artificiais já estão chamando a atenção - é que o simples fato de se ter uma lâmpada acesa em tempo integral, sem a necessidade de baterias, é algo extremamente interessante para as bóias atuais.





Outras notícias sobre:

Mais Temas