Meio ambiente

Sonda espacial revela nova dimensão na pesquisa do clima

A sonda espacial CALIPSO começou a mostrar os primeiros resultados de uma missão que pretende desvendar os segredos das nuvens, dos aerosóis e das pequenas partículas suspensas na atmosfera terrestre - e de como eles interagem para afetar o clima e a qualidade do nosso ar.

Sonda espacial revela nova dimensão na pesquisa do clima

A imagem acima foi feita pelo "lidar", um equipamento de sensoriamento ativo remoto - um novo tipo de radar, para simplificar. O lidar emite pulsos curtos de luz infravermelha e verde - ao contrário das microondas emitidas pelos radares - que são refletidas pelas nuvens e pelas partículas suspensas na atmosfera.

Cada "foto" tirada com o lidar cobre uma área de 100 metros de largura. A junção de todas as imagens capturadas ao longo de uma órbita inteira compõem então um retrato de uma fatia vertical da atmosfera.

Ao longo da vida útil da sonda CALIPSO, os cientistas esperam estudar as concentrações das partículas e suas correlações com os efeitos climáticos verificados na prática. Além do acompanhamento do impacto de eventos naturais, como vulcões e tufões.





Outras notícias sobre:

Mais Temas