Espaço

Maior câmera digital do mundo vai monitorar asteróides

Maior câmera digital do mundo será vai monitorar asteróides
À esquerda o CCD e, à direita, a montagem óptica da maior câmera digital do mundo. [Imagem: Pan-Starrs]

Olho do telescópio

Embora a contribuição do homem ao aquecimento global tenha um grande potencial de impacto sobre as condições de vida do planeta, os cientistas acreditam que muito mais sério seria o impacto de um asteróide na superfície da Terra, com potencial inclusive para o extermínio total da vida do homem e da maioria dos animais.

Para ficar de olho nos céus, rastreando constantemente qualquer matacão sem rumo que se aproxime inesperadamente, está sendo construído no Havaí um conjunto de quatro telescópios, chamados Pan-Starrs ("Panoramic Survey Telescope and Rapid Response System": telescópio de rastreamento panorâmico e sistema de resposta rápida). Cada um deles vasculhará os céus utilizando uma câmera de categoria gigapixel.

O primeiro desse telescópios está em processo de montagem. Agora, os cientistas apresentaram o "olho do telescópio", a maior câmera digital do mundo, inaugurando a categoria das câmeras digitais gigapixel. um sensor de imagens com nada menos do 1,4 bilhão de pixels. Enquanto os sensores das câmeras digitais têm apenas alguns milímetros de largura, o novo chip mede 40 centímetros.

Maior câmera do mundo

O processo de rastreamento de asteróides hoje se concentra em grandes objetos, medindo mais de 1 quilômetro de diâmetro. Os asteróides menores são muito mais comuns, mas até agora não há meios precisos de detectá-los.

Com o novo sensor, os cientistas poderão acompanhar nada menos do 1,4 bilhão de lugares ao mesmo tempo, já que a alteração de um único pixel em cada fotografia que será tirada pelo novo telescópio pode significar a presença de um asteróide.

Os quatro telescópios do projeto Pan-Starrs deverão estar concluídos em 2010.





Outras notícias sobre:

Mais Temas