Informática

Novo processador é um verdadeiro supercomputador em um único chip

Novo processador é um verdadeiro supercomputador em um único chip

Pesquisadores norte-americanos apresentaram um novo microprocessador revolucionário, capaz de alterar sua arquitetura para se adaptar às demandas de diferentes tarefas de processamento. Além da flexibilidade, o novo processador parece ser o mais rápido até agora disponível no mercado.

O novo chip foi batizado de MONARCH, uma sigla para "MOrphable Networked Micro-ARChitecture". Ele foi desenvolvido por engenheiros da Universidade Southern California e da empresa Raytheon.

O Monarch não é um processador de uso geral, como os que equipam os computadores domésticos, mas um chip voltado principalmente para tarefas como processamento de vídeo, imageamento médico e análise de imagens de radar. Mas, graças à sua flexibilidade, nenhuma aplicação computacional pode ser descartada.

Supercomputador em um chip

"O que nós criamos é essencialmente um supercomputador em um único chip," disse John Granacki, coordenador da equipe que criou o Monarch. "e não apenas um supercomputador, mas um supercomputador flexível que reconfigura a si mesmo, tornando-se um supercomputador ótimo para cada parte específica de uma tarefa que consiste em várias partes."

Esta flexibilidade se traduz em uma significativa redução da quantidade de hardware necessária para que o computador funcione, e ainda assim atinja um rendimento na faixa dos teraflops. Com menos componentes, além de poderoso o novo microprocessador gasta pouquíssima energia.

"Nos testes de laboratório o Monarch superou o Intel Xeon de núcleo quádruplo por um fator de 10," afirma Michael Vahey, outro engenheiro do grupo. O novo chip contém seis núcleos ("hexa-core"), que atingem 64 bilhões de operações de ponto flutuante por segundo. A transferência de dados para a memória atinge 60 gigabytes por segundo.

Processador polimórfico

"Tipicamente, um chip é otimizado ou para o processamento de sinais ou para o controle e o processamento de dados," explica Nick Uros, outro membro da equipe de pesquisadores. "A micro-arquitetura Monarch é única na sua capacidade de se auto-reconfigurar para otimizar o processamento em tempo de execução. O Monarch oferece uma capacidade computacional excepcional e uma largura de banda de dados altamente flexível com eficiência energética que supera o atual estado da arte, e é totalmente programável."

A memória do sistema é embutida dentro do próprio chip. Mas existem conexões que permitem a inserção de memória adicional externa.





Outras notícias sobre:

Mais Temas