Informática

Disco óptico 3D poderá chegar a 1 Terabyte de dados

Disco óptico 3D poderá chegar a 1 Terabyte de dados

A empresa emergente Mempile, localizada em Israel, anunciou estar no caminho para quebrar a barreira de 1 Terabyte de dados armazenados em discos ópticos. Ao contrários dos DVDs e CDs, a tecnologia TeraDisc, ainda em fase de desenvolvimento, utiliza um disco transparente, sem aquela tradicional camada reflexiva.

Mesmo com os recentes avanços das tecnologias de laser azul, o armazenamento óptico tem restrições ao aumento no número de camadas que podem ser gravadas em um único disco. Isso acontece porque a reflexão apenas parcial das múltiplas camadas leva à redução do sinal, aumentando o ruído e a interferência.

Disco óptico 3D

Na nova tecnologia, a gravação dos dados é feita em mais de 100 camadas virtuais, permitindo uma espécie de armazenamento em 3D ao longo de todo o volume do disco. A empresa já conseguiu demonstrar o funcionamento da tecnologia em discos com 0,6 milímetros de material ativo.

Os engenheiros da Mempile estão agora trabalhando para atingir uma espessura de 1,2 milímetros, a mesma de um DVD. A previsão é de que esse objetivo seja alcançado por volta de 2010, quando então o disco óptico transparente da espessura de um DVD terá 200 camadas, com capacidade para armazenar 5 GB de dados cada um - 1 Terabyte no total.





Outras notícias sobre:

Mais Temas