Nanotecnologia

Cientistas criam fibras a partir de nanotubos

Cientistas criam fibras a partir de nanotubos

Fibras de nanotubos

Pesquisadores das Universidades do Texas (Estados Unidos) e Trinity College (Irlanda) anunciaram a construção de uma nova fibra de carbono mais resistente do que qualquer outra fibra conhecida.

Feitas de nanotubos de carbono, um dos mais promissores materiais no reino da nanotecnologia, as novas fibras de carbono poderão um dia viabilizar a construção de tecidos que poderão funcionar tanto como roupas quanto como baterias e sensores. A foto mostra as fibras (escuras) incorporadas em um tecido comum.

O novo material poderá criar novos campos de aplicação, como roupas eletrônicas capazes de armazenar energia, viabilizando os "computadores de vestir", músculos artificiais para robótica e melhores vestimentas e coletes à prova de balas.

Material mais forte que existe

O processo de construção das super-fibras começa com os nanotubos de carbono, tubos até 50.000 vezes mais finos do que um fio de cabelo, cujas paredes têm espessura de alguns poucos átomos ou mesmo de um único átomo. Os nanotubos são os fios básicos com que é tecida a nova fibra de carbono.

A capacidade de absorção de energia dessas fibras super-resistentes é quatro vezes maior do que a resistência da seda das teias de aranha e 17 vezes maior do que a resistência do Kevlar, material hoje utilizado em roupas e coletes à prova de balas.

É com base nesses comparativos que os cientistas afirmam ser este o material mais resistente já criado. Além disso, as novas fibras de carbono têm o dobro da dureza e da resistência e 20 vezes a tenacidade do aço.

"As extraordinárias propriedades mecânicas e eletrônicas dos nanotubos de carbono já são conhecidas há algum tempo," disse o Dr. Ray H. Baughman, um dos autores do artigo. "Entretanto, a humanidade não tem tido sucesso ao tentar transformar bilhões dessas nanofibras invisíveis em artigos úteis que possam explorar essas propriedades. Nosso método de tecelagem é o primeiro a produzir fibras de nanotubos de carbono adequadas para uso potencial em uma ampla variedade de aplicações."

Aplicações da fibra de carbono

O Dr. Baughman destaca as aplicações que ele acredita viáveis para a nova fibra de carbono:

  • tecidos capazes de armazenar energia, da mesma forma que uma bateria, podendo abastecer uma enorme diversidade de dispositivos eletro-eletrônicos portáteis;
  • músculos sintéticos capazes de gerar 100 vezes a força de um músculo natural de mesmo diâmetro;
  • sensores capazes de monitorar o movimento e a saúde de doentes em salas de emergência;
  • fontes de energia para naves espaciais em longas viagens, através da conversão de energia térmica em energia elétrica;
  • uma nova geração de coletes à prova de balas e materiais anti-balísticos, mais eficientes do que os atuais;
  • fibras multifuncionais para micro-veículos a ar, dispositivos do tamanho de um inseto que poderão efetuar levantamentos e inspeções de áreas antes de uma invasão militar.




Outras notícias sobre:

Mais Temas