Anúncios





Materiais Avançados

Descoberta cola mais forte do mundo, produzida por uma bactéria

Redação do Site Inovação Tecnológica - 13/04/2006

Descoberta cola mais forte do mundo

Imagine passar cola no teto, em uma área mais ou menos do tamanho de uma moeda de R$1,00. A seguir, coloque lá um peso equivalente a quatro carros e pronto, basta esperar a cola secar e você poderá ter o seu lustre superpesado perfeitamente fixo no lugar.

Uma bricandeira desse tipo equivale a uma força de 70 newtons por milímetro quadrado. Pois esta é justamente a força que pode ser sustentada pela cola biológica de uma bactéria que vive em rios, córregos e até no interior dos aquedutos que abastecem nossas cidades.

Pesquisadores norte-americanos descobriram que a bactéria Caulobacter crescentus produz a cola mais potente que existe. As melhores "supercolas" disponíveis comercialmente quebram-se quando sujeitas a forças de no máximo 28 newtons por milímetro quadrado.

"Há aplicações óbvias, já que esse adesivo funciona em superfícies molhadas," diz o pesquisador Yves Brun. "Uma possibilidade poderá ser um adesivo cirúrgico biodegradável."

Embora ainda não entendam completamente o mecanismo de funcionamento da supercola biológica, os cientistas já sabem que ela se baseia em polissacarídeos, longas cadeias de moléculas de açúcar.

Agora os cientistas querem desenvolver uma técnica para fabricar a supercola em escala industrial. Mas eles estão se deparando com um problema interessante: a cola é tão forte que gruda em qualquer coisa, até mesmo nos instrumentos e recipientes que eles tentam usar nessa nova etapa da pesquisa. Nenhum solvente conhecido foi capaz de retirá-la.

Bibliografia:

Adhesion of single bacterial cells in the micronewton range
Peter H. Tsang, Guanglai Li, Yves V. Brun, L. Ben Freund, Jay X. Tang
Proceedings of the National Academy of Sciences
April 3 2006
Vol.: vol. 103 | no. 15 | 5764-5768
DOI: 10.1073/pnas.0601705103
Outras notícias sobre:

Mais Temas