Mecânica

Novo processo produz engrenagens e rodas dentadas mais leves e baratas

Novo processo produz engrenagens e rodas dentadas mais leves e baratas
Os dentes podem ser construídos de forma separada, em processos mais rápidos e eficientes e, a seguir, montados sobre a estrutura de sustentação. [Imagem: Fraunhofer]

Engrenagens de metal e plástico

Dentes de metal e um corpo feito de plástico ou de alumínio poroso - esta poderá ser a constituição básica das engrenagens do futuro em um grande número de aplicações na indústria e na mecânica em geral.

Elas são mais leves, mais silenciosas e mais baratas de se fabricar do que as rodas dentadas atuais, feitas inteiramente de aço.

Embora façam parte da estrutura de praticamente todas as máquinas, a produção de rodas dentadas ainda hoje segue um processo demorado e caro: uma lima deve desgastar um cilindro metálico, construindo os dentes um por um.

Agora engenheiros do Instituto Fraunhofer, Alemanha, desenvolveram uma nova geração de rodas dentadas que utilizam os mesmos dentes metálicos - mais resistentes - montados sobre um corpo de plástico ou alumínio.

Da madeira para os polímeros

Os dentes podem ser construídos de forma separada, em processos mais rápidos e eficientes e, a seguir, montados sobre a estrutura de sustentação.

A idéia não é nova: há cerca de um século atrás, quando ainda não havia máquinas automatizadas, capazes de produzir engrenagens de corpo único, com alta precisão, os engenheiros utilizavam um corpo de madeira, sobre o qual eram montados os dentes metálicos.

O que os cientistas fizeram agora foi substituir a madeira por materiais muito mais resistentes.

Fabricação de rodas dentadas

Outra possibilidade de estrutura de sustentação criada pelos engenheiros alemães consiste na montagem dos dentes sobre aço fabricado em bobinas.

Os dentes são montados a intervalos regulares sobre a folha de aço. Como ela é flexível, após montados os dentes, ela é cortada e tem suas extremidades unidas; seu interior é então preenchido com plástico ou alumínio, dando a rigidez necessária à peça.

Em qualquer uma das alternativas, as rodas dentadas resultantes são mais simples de se fabricar e mais leves, podendo ser utilizadas mesmo em aplicações como a indústria aeroespacial.

Como o material de sustentação absorve vibrações, o funcionamento de equipamentos com as engrenagens fabricadas segundo o novo processo é mais silencioso.





Outras notícias sobre:

Mais Temas