Robótica

Guerra de robôs

Redação do Site Inovação Tecnológica - 03/12/2003

Guerra de robôs

Começa amanhã, 04/12, um dos mais importantes eventos ligados à guerra de robôs nos Estados Unidos. É a décima nona edição do Caltech ME 72, realizado no Instituto de Tecnologia da Califórnia. A cada ano são propostos objetivos diferentes a serem atingidos pelos robôs.

O objetivo da competição neste ano é o projeto e construção de um robô que deverá mover uma gaiola do centro de uma arena de dois metros quadrados para uma área-alvo. Todos os robôs devem ser construídos a partir do mesmo conjunto de peças, distribuídos aos participantes em Setembro.

Os robôs serão guiados por controle remoto sem fio através de um joystick. Há algumas regras como, por exemplo, a que permite que um dos membros da equipe possa cometer suicídio, o que significa que ele pode sair da arena e deixar de participar do jogo. É também permitido o lançamento de projéteis, desde que eles sejam ancorados, evitando que alguém da platéia possa ser atingido. O projétil poderá ter no máximo dez joules de energia (um joule é uma unidade de energia igual ao trabalho executado pela força de um Newton agindo à distância de um metro).

O objetivo dos times participantes não é necessariamente vencer a competição, mas principalmente aprender um bocado sobre o projeto de engenharia. No ano passado, as equipes gastaram em média 150 horas para construir suas máquinas, aprendendo muito sobre a conexão entre projeto e implementação. "Ter boas idéias é apenas o começo; gasta-se longas horas de fabricação e testes para fazer tudo funcionar," explica o professor Curtis Collins, coordenador do evento.

Outras notícias sobre:

Mais Temas