Materiais Avançados

Plástico condutor de eletricidade servirá como fiação em eletrônicos

Redação do Site Inovação Tecnológica - 11/04/2007

Plástico condutor de eletricidade servirá como fiação em eletrônicos

Pesquisadores da Universidade do Texas, Estados Unidos, conseguiram modificar um plástico de tal forma que sua capacidade de conduzir uma corrente elétrica pode ser modificada durante o processo de sua fabricação. A técnica permitirá a construção de componentes que atendam as exigências dos equipamentos eletrônicos do futuro.

Plástico condutor de eletricidade

O plástico, que normalmente é um isolante, passa a conduzir eletricidade graças à adição de compostos químicos que alteram seu arranjo molecular, tecnicamente conhecido como cristalinidade. A equipe da Dra. Yueh-Lin Loo conseguiu tornar a condutividade elétrica de um tipo de plástico, chamado polianilina, 10 vezes maior do que havia sido conseguido antes.

O plástico condutor de eletricidade é chamado pelos pesquisadores de polianilina "dopada", por conter elementos adicionados à sua estrutura molecular - um mecanismo chamado de dopagem, largamente utilizado na fabricação de outros componentes eletrônicos, como transistores e diodos.

Fios de plástico

A pesquisa demonstrou que a polianilina pode cumprir bem a função de fiação entre dispositivos eletrônicos, um trabalho hoje feito por fios de cobre. Com a vantagem de ser uma opção mais barata e mais flexível, fatores essenciais para a construção de telas eletrônica dobráveis ou sensores médicos, que devem ser totalmente maleáveis.

A foto mostra justamente uma malha de conexões elétricas construída com o novo plástico condutor.

Seu processo de fabricação se dá em temperatura ambiente e sem a necessidade de câmaras de vácuo, o que deverá atrair o interesse da indústria e eventualmente acelerar sua chegada ao mercado.

Bibliografia:

Improving the electrical conductivity of polymer acid-doped polyaniline by controlling the template molecular weight
Joung Eun Yoo, Jennifer L. Cross, Tracy L. Bucholz, Kwang Seok Lee, Matthew P. Espe, Yueh-Lin Loo
Journal of Materials Chemistry
April 7
Vol.: Vol. 17, Issue 13, 1268
DOI: 10.1039/b618521e
Outras notícias sobre:

Mais Temas