Plantão

Brasil fabrica painéis estruturais compósitos para LHC

Brasil fabrica painéis estruturais compósitos para LHC
Compósito em teste de resistência mecânica. [Imagem: IPT]

Painéis para o LHC

O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) estão trabalhando em conjunto para desenvolver e avaliar a fabricação de painéis estruturais em compósitos do tipo sanduíche.

O objetivo primário da pesquisa é atender aos compromissos da equipe brasileira ligada ao LHC (Grande Colisor de Hádrons), o maior acelerador de partículas do mundo, onde os materiais serão utilizados.

Contudo, esses compósitos de alta tecnologia têm uma série de outras aplicações industriais, já que suas estruturas do tipo sanduíche combinam baixo peso e alta rigidez à flexão.

Compósitos em sanduíche

"Uma premissa no projeto dos painéis foi atingir os níveis estipulados de planicidade, considerando valores de espessura fixados para a face e o núcleo," conta o pesquisador Sérgio Luiz Nascimento, um dos responsáveis pelo projeto no IPT.

O processo de fabricação foi concebido em partes: primeiramente foi feita a laminação das faces e, em seguida, a colagem dos materiais constituintes, juntando cada face ao núcleo em formato de colmeia por meio de resina epóxi. O processo de colagem levou em consideração parâmetros necessários para evitar torções e empenamentos no componente.

A equipe já desenvolveu duas configurações de painéis, uma delas com uma face em fibra de carbono (CFF) e núcleo de colmeia e a outra pela junção de dois painéis da primeira configuração e uma camada de poliestireno (PS) entre eles.

Além do fornecimento das peças ao LHC, ainda não há previsão de repasse da tecnologia à indústria.





Outras notícias sobre:

Mais Temas