Plantão

Laboratório de ultra-alta tensão da Cepel é segundo do mundo

Brasil inaugura segundo laboratório de ultra-alta tensão do mundo
Entre os equipamentos do laboratório destacam-se os pórticos para montagem de configurações de linhas de transmissão. [Imagem: Cepel]

Pesquisas de alta tensão

O centro de pesquisas da Eletrobras - CEPEL (Centro de Pesquisas de Energia Elétrica) - inaugurou o segundo laboratório do mundo capaz de fazer pesquisas com as altas tensões existentes nas grandes linhas de distribuição de energia.

Somente a China até hoje possuía uma instalação comparável ao Laboratório de Ultra-Alta Tensão Externo (Lab-UAT), localizado no Rio de Janeiro.

Os estudos realizados no Lab-UAT contribuirão para o aprimoramento do sistema de transmissão no Brasil, sobretudo na avaliação de desempenho da transmissão e dos isolamentos usados nessas linhas de transmissão.

"A tecnologia mais adequada para transmitir essa energia em longas distâncias é a de ultra-alta tensão. Um laboratório como esse vai fazer com que essas linhas de transmissão sejam concebidas, projetadas e construídas com um desempenho melhor e também com redução de custos, por conta de redução de estruturas," disse o engenheiro Orsino Borges Filho, da CEPEL.

O Brasil precisa de longas linhas para a transmissão de energia porque usinas com grande potencial de geração estão situadas na Região Norte, enquanto os maiores centros de consumo ficam nas regiões Sul e Sudeste. O mesmo acontece com uma usina como Itaipu. Segundo Orsino, a otimização na parte estrutural de linhas de transmissão pode levar, em alguns casos, a uma redução de custos da ordem de 10%, evitando perdas da energia durante a transmissão.

Ultra-alta tensão

O laboratório vai desenvolver ensaios em linhas de transmissão e em equipamentos a elas associados em ultra-alta tensão - até 1.200 kV (quilovolts) em corrente alternada (CA) e cerca de 1.000 kV em corrente contínua (CC). São classificados como ultra-alta tensão (UAT) os níveis de tensão iguais ou superiores a 800 kV para sistemas em corrente contínua (CC) e superiores a 800 kV para sistemas em corrente alternada (CA).

O Lab-UAT Externo é um laboratório a céu aberto, que ocupa área de 41.000 metros quadrados. Os investimentos para a implantação da nova unidade foram de R$ 116,5 milhões, divididos entre a Eletrobras; o Ministério de Minas e Energia (MMA), por meio de convênio com o Banco Mundial (BIRD); e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTIC), por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Instituição independente, sem fins lucrativos, o CEPEL faz projetos de pesquisa e desenvolvimento e presta serviços tecnológicos para todo o setor elétrico e não somente para empresas do grupo Eletrobras.





Outras notícias sobre:

Mais Temas