Informática

Caneta magnética interage com smartphones e tablets a distância

Caneta magnética interage com smartphones e tablets à distância
Basta girar a caneta magnética para que ela transforme uma linha fina em uma linha grossa, por exemplo. [Imagem: KAIST]

Engenheiros coreanos desenvolveram uma "caneta magnética" que não precisa nem tocar nos smartphones e tablets para permitir uma nova forma de interação.

A MagPen, como foi batizada, dá aos usuários uma ferramenta de entrada simples, mas muito versátil.

Ela funciona em qualquer modelo de aparelho, desde que o tablet ou celular esteja equipado com um magnetômetro, que normalmente funciona como uma bússola, sendo parte do sistema de localização e posicionamento.

Sungjae Hwang e seus colegas do instituto KAIST aproveitaram a tecnologia das canetas capacitivas tradicionais, dando-lhes "poderes magnéticos", que lhes permitem atuar à distância.

Como a interface utiliza o magnetômetro como "porta de entrada", não há necessidade de construir novos circuitos ou novas camadas da tela sensível ao toque, nem módulos de comunicação e nem de usar baterias.

Caneta magnética

Um aplicativo instalado no smartphone ou no tablet detecta e interpreta o campo magnético produzido por um ímã permanente instalado dentro da caneta.

O programa detecta a direção na qual a caneta está apontando, e a MagPen calcula a pressão que o dedo está exercendo sobre a caneta, permitindo um novo nível de comandos.

Além disso, graças ao rastreamento do campo magnético, é possível executar funções como, por exemplo, a detecção de movimentos de rotação na caneta - basta girá-la para que ela se converta de caneta em borracha para apagar os erros ou transforme uma linha fina em uma linha grossa.

Caneta magnética interage com smartphones e tablets à distância
Outras interfaces magnéticas já estão sendo testadas pela equipe. [Imagem: KAIST]

"É incrível ver que a MagPen pode entender o movimento giratório. É como se a caneta mudasse o seu ambiente de duas dimensões para três dimensões. Esta é a característica mais criativa da nossa tecnologia," disse Hwang.

Interfaces magnéticas

Além da MagPen, Hwang e seus colegas estão trabalhando em outros projetos para desenvolver diferentes tipos de interfaces e dispositivos magnéticos, chamados coletivamente de "MagGetz".

Entre eles está o Marionette Magnetic, uma capa magnética para smartphones que amplia as possibilidades de interação com o aparelho.

Parece ser simples demais para não ter sido feito antes? Os pesquisadores já colecionam nada menos do que 10 patentes com as suas interfaces magnéticas inovadoras e criativas.





Outras notícias sobre:

Mais Temas