Mecânica

Carro sem motorista anda sozinho em tráfego real

Carro sem motorista anda sozinho em tráfego real
Um escâner a laser rotativo fica instalado do teto do carro, fornecendo medições de até um milhão de pontos de rasteio por segundo em 360º e em 3D.[Imagem: FU-Berlin]

Carro autônomo

Engenheiros da Universidade de Berlim, na Alemanha, completaram um percurso de 80 km com um carro totalmente autônomo.

O teste foi feito nas ruas de Berlim, em trânsito normal, durante um fim de semana, sem nenhum incidente.

O carro é inteiramente dirigido por computadores.

Por questão de segurança, um motorista vai dentro do carro, mas responsável apenas por pisar no "botão de pânico" caso alguma coisa dê errado.

A Europa planeja ter carros sem motoristas nas estradas do continente até 2020.

Controlado eletronicamente

O carro é uma perua Passat inteiramente modificada para a tecnologia "drive by wire", um termo sem tradução literal que indica que tudo no carro é controlado eletronicamente, "por meio de fios".

A eliminação dos controles mecânicos é crucial para que o carro possa ser dirigido por um computador.

Múltiplos sensores suprem o computador com todas as informações sobre a via, os outros carros e os pedestres.

As informações dos sensores são processadas e o computador envia comandos eletrônicos para o acelerador, freio, direção e luzes de sinalização.

Isto permite que o veículo evite os obstáculos, ajuste sua velocidade, mude de faixa, pare ou acelere, enfim, tudo o que um motorista humano faria.

O carro já havia sido testado exaustivamente em condições controladas, o que permitiu o teste agora realizado em condições reais de tráfego.

Laser 360º e 3D

O carro reconhece sua posição nas ruas por meio de um sistema ultra-preciso de GPS, com precisão na faixa dos centímetros.

Três escâneres a laser na frente e três atrás rastreiam continuamente o entorno do veículo, detectando qualquer obstáculo, sobretudo outros carros e pedestres - o laser opera na faixa do infravermelho, o que torna os feixes invisíveis ao olho humano, não atrapalhando os outros motoristas.

Um terceiro escâner a laser rotativo fica instalado do teto do carro, fornecendo medições adicionais - até um milhão de pontos de rasteio por segundo em 360º e em 3D.

Uma câmera preto e branco detecta as faixas no asfalto e ajusta a posição do carro sempre no centro da faixa.

Duas câmeras coloridas são usadas para identificar as luzes dos semáforos. Durante o percurso, o carro passou por 46 semáforos, sem qualquer falha de interpretação dos sinais.





Outras notícias sobre:

Mais Temas