Informática

Segredos pós-Lava Jato? Cochicho ultra-sônico à distância

Cochicho à distância pode manter segredos pós-Lava Jato
Nenhuma tecnologia nasce pronta - esta ainda é desajeitada e feia, mas funciona. [Imagem: Anne-Claire Bourland et al. - CHI EA 2017]

Cochicho à distância

Quer ouvir um segredo? Então se afaste!

Esta é uma possibilidade se a pessoa que deseja contar-lhe o segredo já dispuser de um aparelho experimental que permite sussurrar algo no ouvido de alguém a 30 metros de distância.

A tecnologia usa ultra-sons para transmitir as palavras diretamente para um indivíduo alvo, sem que ninguém mais ouça o que está sendo dito.

Por enquanto a coisa toda não passaria despercebida, uma vez que o protótipo inclui um enorme alto-falante montado na testa e eletrodos presos na boca da pessoa que está falando.

Mas o professor Asier Marzo, da Universidade de Bristol, no Reino Unido, afirma que versões posteriores da tecnologia criada por sua equipe poderão ser mais sutis e mais práticas.

Por exemplo, o ultra-som viaja particularmente bem debaixo d'água, o que permitirá usar a técnica não exatamente para contar segredos, mas para que mergulhadores se comuniquem por longas distâncias.

Aprendizado de máquina e ultra-sons

Marzo conta que a experiência é um tanto estranha para a pessoa que está recebendo a mensagem: "É um som muito suave, mas você não sabe de onde vem. É como se alguém estivesse sussurrando no seu ouvido, mas ninguém está lá."

Cochicho à distância pode manter segredos pós-Lava Jato
Os alto-falantes ultra-sônicos também podem ser colocados no peito, e o som dirigido por um apontador a laser. [Imagem: Anne-Claire Bourland et al. - CHI EA 2017]

Para usar o aparelho, uma pessoa primeiro prende um alto-falante à sua testa ou ao peito e quatro eletrodos aos lábios e ao maxilar. Usando uma tecnologia conhecida como eletromiografia, os eletrodos capturam os sinais elétricos produzidos pelos músculos faciais enquanto uma pessoa fala.

Um algoritmo de aprendizado de máquina foi treinado para reconhecer quais sinais elétricos são associados a 10 palavras, como "sim", "não", "pare" etc - ou seja, não dá para contar segredos muito complicados, ao menos por enquanto.

O sistema de reconhecimento de palavras alimenta um dispositivo que os transforma em ultra-sons, que são emitidos pelos alto-falantes na forma de um feixe muito estreito, com um ângulo de apenas seis graus, de modo que apenas as pessoas diretamente no seu caminho ouvem as palavras que estão sendo faladas.

Vocabulário e sutileza

Os ultra-sons são transmitidos na direção em que o falante está olhando, conforme detectado por uma câmera de rastreamento do olho. Para uma precisão ainda maior, o ultra-som pode ser direcionado usando uma caneta a laser. O alcance da mensagem é de 30 metros.

A expectativa de Marzo é aprimorar a técnica para que versões posteriores possam detectar uma gama maior de palavras; além de miniaturizar o sistema de alto-falantes, para que ele possa ser incorporado na roupa, e disfarçar os eletrodos.

Bibliografia:

Project Telepathy: Targeted Verbal Communication using 3D Beamforming Speakers and Facial Electromyography
Anne-Claire Bourland, Peter Gorman, Jess McIntosh, Asier Marzo
CHI EA 2017 Proceedings
Vol.: 1, Pages 1508-1515




Outras notícias sobre:

Mais Temas