Anúncios





Materiais Avançados

Descoberto elemento 117 da Tabela Periódica

Redação do Site Inovação Tecnológica - 08/04/2010

Descoberto o elemento 117 da Tabela Periódica
Em busca da ilha de estabilidade química, os pesquisadores inicialmente ignoraram o elemento 117 devido à dificuldade em obter o material-alvo berquélio. [Imagem: Kwei-Yu Chu/LLNL]

Uma equipe internacional de cientistas da Rússia e dos Estados Unidos descobriu o mais novo elemento da Tabela Periódica, o elemento 117.

"A descoberta do elemento 117 é o ponto alto de um percurso de uma década de pesquisas para expandir a Tabela Periódica e escrever o próximo capítulo nas pesquisas sobre elementos pesados," disse Yuri Oganessian, coordenador da equipe.

Seis átomos

A equipe encontrou o elemento 117 medindo padrões de decaimento observados depois que um alvo de berquélio radioativo foi bombardeado com íons de cálcio, no síncrotron JINR, em Dubna, na Rússia.

O experimento produziu seis átomos do elemento 117 depois de bombardearem o alvo continuamente por 150 dias.

Para cada átomo, a equipe observou o decaimento alfa do elemento 117 para 115, depois para 113, e assim por diante, até que seu núcleo passasse por um processo de fissão, dividindo-se em dois elementos mais leves.

O elemento 117 era o último elemento que faltava na linha sete da Tabela Periódica.

Ilha de estabilidade química

No total, foram produzidos 11 novos isótopos "ricos em nêutrons", levando os pesquisadores mais perto da suposta "ilha de estabilidade" dos elementos superpesados.

A ilha de estabilidade é um termo da física nuclear que se refere à possível existência de uma região além da Tabela Periódica atual, onde novos elementos superpesados, com números especiais de prótons e nêutrons, apresentariam uma maior estabilidade.

Essa ilha estenderia a Tabela Periódica para acomodar elementos ainda mais pesados e isótopos com meia-vida mais longa, permitindo a realização de reações químicas com eles.

Alvo raro

Descoberto o elemento 117 da Tabela Periódica
O experimento produziu seis átomos do elemento 117 depois de bombardearem o alvo continuamente por 150 dias. [Imagem: LLNL]

Em busca da ilha de estabilidade, os pesquisadores inicialmente ignoraram o elemento 117 devido à dificuldade em obter o material-alvo berquélio.

Agora ele foi obtido em uma irradiação contínua, durante 250 dias, no mais poderoso fluxo de nêutrons do mundo, no Laboratório Oak Ridge, nos Estados Unidos, o que resultou em 22 miligramas de berquélio.

O padrão de decaimento dos novos isótopos, observado neste experimento, demonstrou a tendência constante de aumento da estabilidade conforme os cientistas se aproximam da teórica ilha de estabilidade química, reforçando as evidências de sua existência real.

Mudanças na Tabela Periódica

Esta descoberta eleva para seis o total de novos elementos descobertos pela mesma equipe - 113, 114, 115, 116, 117 e 118, o elemento mais pesado até hoje. Desde 1940, 26 novos elementos acima do urânio foram adicionados à Tabela Periódica.

Agora começa o processo para dar nome ao elemento 117. O último elemento oficialmente batizado pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC) foi o 112. Os demais continuam sendo discutidos - veja Elemento químico 112 é batizado de Copernício.

Há poucos dias, outros cientistas anunciaram a descoberta de núcleos atômicos compostos de antimatéria que poderão mudar ainda mais a Tabela Periódica, dando- lhe um aspecto tridimensional - veja Descoberta antimatéria que cria nova Tabela Periódica.

Outras notícias sobre:

Mais Temas