Eletrônica

Descoberto novo material que poderá acelerar a computação

Descoberto novo material que poderá acelerar a computação
É a primeira confirmação experimental dos "arcos de Dirac", em que as bandas de condução e valência são conectadas ao longo de linhas longas. [Imagem: Yun Wu et al. - 10.1038/nphys3712]

Pontos de Dirac

Físicos descobriram um metal com uma estrutura eletrônica única, que poderá viabilizar a construção de computadores energeticamente mais eficientes e mais velozes, além de aumentar a densidade do armazenamento de dados.

O metal é uma liga de platina e estanho (PtSn4) que pertence à promissora classe dos isolantes topológicos, nos quais os elétrons podem viajar perto da velocidade da luz graças a uma propriedade chamada dispersão de Dirac.

Em 2015, outra equipe havia descoberto um material com um anel desses "pontos excepcionais" que promete ser a base de novos tipos de sensores e dispositivos ópticos, como lasers de alta potência.

Arcos de Dirac

O PtSn4 é ainda mais intrigante porque ele apresenta não uns poucos pontos de Dirac, mas uma rede deles, algo nunca visto.

Além da alta densidade de elétrons de condução típica desses materiais, a nova liga possui um grande número de pontos de Dirac muito próximos uns dos outros, formando linhas, que os pesquisadores batizaram de "arcos de Dirac".

"Este tipo de transporte de elétrons é muito especial. A nossa pesquisa foi capaz de associar a magnetorresistência extrema com características inovadoras na sua estrutura eletrônica, que poderão levar a futuras melhorias na velocidade e na eficiência dos computadores e do armazenamento de dados," disse o professor Adam Kaminski, dos Laboratórios Ames, nos EUA.

Bibliografia:

Dirac node arcs in PtSn4
Yun Wu, Lin-Lin Wang, Eundeok Mun, D. D. Johnson, Daixiang Mou, Lunan Huang, Yongbin Lee, S. L. Budko, P. C. Canfield, Adam Kaminski
Nature Physics
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nphys3712




Outras notícias sobre:

Mais Temas