Plantão

Disco de poeira em torno de estrela velha intriga astrônomos

Disco de poeira em torno de estrela velha intriga astrônomos
Os astrônomos especulam que um disco que apareça no final da vida de uma estrela possa dar origem uma segunda geração de planetas.[Imagem: ESO/DSS2/Davide De Martin]

Similaridade

Os astrônomos acreditam que os discos de poeira em torno das estrelas jovens sejam o material remanescente da formação da estrela e o insumo para a futura formação dos planetas.

Agora, O telescópio VLT, instalado no Observatório do Paranal do ESO, no Chile, obteve a imagem mais nítida já feita de um disco de poeira em torno de uma estrela velha.

Pela primeira vez estas estruturas puderam ser comparadas aos discos que se situam em torno de estrelas jovens - e o fato é eles que são surpreendentemente similares.

Os astrônomos supõem que um disco que apareça no final da vida de uma estrela possa dar origem uma segunda geração de planetas.

Discos estelares

À medida que se aproximam do final das suas vidas, muitas estrelas desenvolvem discos estáveis de gás e poeira à sua volta. Este material é ejetado por ventos estelares na época em que a estrela se encontra na fase evolutiva de gigante vermelha.

Embora existam muitos discos associados a estrelas jovens que estão suficientemente perto de nós para poderem ser estudados em detalhe, não existem estrelas velhas com discos suficientemente perto da Terra para que possamos obter imagens detalhadas.

O desafio foi vencido por uma equipe de astrônomos liderada por Michel Hillen e Hans Van Winckel, do Instituto Sterrenkunde, na Bélgica, que utilizou o Interferômetro do VLT em conjunto com o instrumento PIONIER e o recentemente atualizado detector RAPID.

O alvo da equipe foi uma estrela dupla velha, IRAS 08544-4431, que se situa a cerca de 4000 anos-luz de distância da Terra na constelação austral da Vela. Esta estrela dupla consiste de uma gigante vermelha, que expeliu o seu material para um disco de poeira à sua volta, e uma estrela menos evoluída mais normal que orbita próximo da gigante vermelha.





Outras notícias sobre:

Mais Temas