Eletrônica

Novo avanço rumo à eletrônica invisível e às telas transparentes

Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, conseguiram finalmente romper a barreira dos materiais semicondutores naturalmente transparentes e deram um passo importante rumo à fabricação de circuitos eletrônicos virtualmente invisíveis e flexíveis.

Transistores transparentes

Outros pesquisadores já construíram transistores transparentes antes ( exemplo 1, exemplo 2, exemplo 3 ) e mesmo circuitos integrados completos que não barram a passagem da luz.

Contudo, mesmo se tratando de enfoques alternativos igualmente promissores, esses avanços têm a limitação de contarem com poucos semicondutores naturalmente transparentes.

Agora, a equipe do professor Chongwu Zhou venceu essa limitação e demonstrou ser possível construir circuitos eletrônicos com excelente nível de transparência - 80% em média - utilizando nanotubos de carbono de parede simples.

Novo avanço rumo à eletrônica invisível e às telas transparentes

"Nós demonstramos transistores de filmes finos totalmente transparentes, com alto desempenho, tanto sobre substratos rígidos quanto flexíveis, por meio da transferência de nanotubos alinhados como canal ativo e óxido de índio-estanho como eletrodos," afirmam os pesquisadores.

Aplicações futurísticas

O professor Zhou ganhou notoriedade internacional há alguns anos ao fabricar células de memória capazes de armazenar até três bits cada uma. Na época ele já trabalhava com os mesmos materiais agora utilizados.

Circuitos eletrônicos transparentes e flexíveis deverão ter grande impacto na fabricação de telas e monitores dobráveis, monitores miniaturizados montados sobre óculos e para-brisas de automóveis, além do tão prometido papel eletrônico e outras aplicações futurísticas.

Tecnicamente compatíveis

Os componentes agora demonstrados, chamados TTFT (Transparent Thin-Film Transistors), são os mais eficientes transistores transparentes já demonstrados até hoje, além de poderem ser flexionados em até 120º sem qualquer perda de desempenho.

Para demonstrar a viabilidade do uso do novo material, os pesquisadores utilizaram seus TTFTs para construir um inversor lógico totalmente transparente sobre um substrato de plástico flexível. Eles também construíram um circuito capaz de controlar a luminosidade de um LED de GaN disponível comercialmente.

Segundo os pesquisadores, uma vez fabricados os transistores transparentes, a técnica utilizada na fabricação dos circuitos eletrônicos é totalmente compatível com as tecnologias atualmente utilizadas pela indústria.

Bibliografia:

Transparent Electronics Based on Transfer Printed Aligned Carbon Nanotubes on Rigid and Flexible Substrates
Fumiaki N. Ishikawa, Hsiao-kang Chang, Koungmin Ryu, Po-chiang Chen, Alexander Badmaev, Lewis Gomez De Arco, Guozhen Shen, Chongwu Zhou
ACS Nano
January 2009
Vol.: 3 (1) pp 73-79
DOI: 10.1021/nn800434d




Outras notícias sobre:

Mais Temas