Plantão

Disponibilizado estudo sobre Veículos Aéreos Não Tripulados

Disponibilizado estudo sobre Veículos Aéreos Não Tripulados
A maioria dos países do mundo ainda não possui uma regulamentação específica para VANTs, o que tornou este um tema central para a análise de possíveis cenários futuros.[Imagem: Divulgação]

VANTs

O Ministério da Indústria e Comércio finalizou um estudo de avaliação sobre a indústria de VANTs - Veículos Aéreos Não Tripulados.

O trabalho se concentrou em estabelecer um comparativo sobre temas específicos entre a indústria brasileira e a indústria da União Europeia no setor.

O objetivo é identificar pontos de complementaridade entre as duas regiões e analisar as especificidades do panorama comercial e do ambiente regulatório deste setor.

Legislação para drones

No Brasil, até pouco tempo os veículos aéreos não tripulados eram utilizados exclusivamente como aeromodelos ou alvos aéreos para o treinamento das forças armadas.

O avanço tecnológico em diversas áreas e a redução da complexidade de operação e de controle são fatores que viabilizaram o emprego dos VANT em várias outras aplicações.

Entre estas, se destacam as militares, agropecuárias, de segurança e de mineração, apresentando o maior potencial de retorno econômico por enquanto e as empresas focadas nesses mercados são as que apresentaram maiores investimentos e faturamentos.

Por se tratar de uma indústria nova e em ampla ascensão, o trabalho buscou identificar suas principais tendências industriais, comerciais e tecnológicas.

Adicionalmente, foi feito um mapeamento detalhado dos principais atores envolvidos e das questões relacionadas ao seu panorama comercial e regulatório. A maioria dos países do mundo ainda não possui uma regulamentação específica para VANTs, o que tornou este um tema central para a análise de possíveis cenários futuros.

Leia o estudo

A análise do panorama brasileiro foi feita pelo coronel-aviador Ricardo Veiga, da reserva da Força Aérea Brasileira (FAB), e o estudo europeu foi conduzido por José Maria Pecharromán, diretor de Segurança da Aviação da European Civil Aviation Conference (ECAC).

O estudo pode ser baixado gratuitamente: Estudo sobre a Indústria Brasileira e Europeia de Veículos Aéreos Não Tripulados.





Outras notícias sobre:

Mais Temas