Espaço

Gerador solar do CBERS-4 pronto para montagem no satélite

Com informações da AEB - 02/05/2014

Gerador solar do CBERS-4 passa por ciclo de testes no INPE
Com tecnologia moderna de células de tripla junção de alta eficiência energética, o SAG gera até 3.000 watts de potência elétrica. [Imagem: AEB]

Células de tripla junção

O Gerador Solar do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers-4) está passando pelos últimos testes no Laboratório de Integração e Testes (LIT) do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em São José dos Campos (SP).

Os painéis solares deverão ser enviados para a China, onde serão integrados ao corpo do satélite, no próximo dia 8 de maio.

Com mais de 16 metros quadrados (6,3 x 2,6 metros) o Gerador Solar, ou SAG, é responsável por captar a luz do Sol e convertê-la em eletricidade para alimentar os equipamentos do satélite.

Desenvolvido com tecnologia moderna de células de tripla junção de alta eficiência energética, o SAG gera até 3.000 watts de potência elétrica em condições normais de iluminação.

Apesar da dimensão avantajada, o conjunto pesa apenas 55 quilogramas. Ele foi fabricado pelas empresas Orbital e Cenic, ambas de São José dos Campos.

Durante o tempo em que o satélite fica iluminado pela luz do Sol, o SAG abastece os diversos equipamentos de bordo e ainda completa a carga das baterias para energizar os equipamentos na fase de eclipse, ou seja, no período em que a luz solar não atinge o CBERS-4.

Até o momento, o gerador já passou pelos testes de desempenho elétrico de capacidade de geração de potência, ensaio de vácuo térmico, isolamento elétrico, aterramento, continuidade elétrica, tempo de abertura do painel e vibração acústica. Até a próxima semana serão realizados ainda os testes acústicos, inspeções visuais e elétricas e de abertura do painel.

O Cbers-4 está programado para ser lançado da China na segunda semana de dezembro próximo.

Sua construção e lançamento foram agendados às pressas depois da falha lançamento do satélite CBERS-3, em dezembro passado.

Outras notícias sobre:

Mais Temas