Espaço

Laboratórios mais profundos do mundo - Parte II

Conheça os laboratórios subterrâneos mais profundos do mundo
Diagrama do Laboratório Subterrâneo Boulby[Imagem: STFC]

Laboratório Subterrâneo Boulby

Este laboratório subterrâneo fica dentro da mina de sal e potássio Boulby, na costa nordeste da Inglaterra.

Seu diferencial é que, em vez de ser um laboratório dedicado a um tipo específico de experimento, o Boulby é uma instalação científica multidisciplinar, operada pelo Conselho de Instalações Científicas e Tecnológicas do Reino Unido (STFC).

A profundidade e a infraestrutura de suporte tornam o laboratório multiusuário adequado para estudos tradicionais subterrâneos com baixo ruído de fundo, como as pesquisas sobre matéria escura e experimentos sobre raios cósmicos feitas por laboratórios astrofísicos dedicados.

Mas os laboratórios também servem a uma ampla gama de ciências além da Física, por exemplo Geologia e Geofísica, estudos ambientais e climáticos, a vida em ambientes extremos na Terra e o desenvolvimento de robôs espaciais, para a busca de formas de vida fora da Terra.

Observatório de Neutrinos da Índia

Conheça os laboratórios subterrâneos mais profundos do mundo
Diagrama do Observatório de Neutrinos da Índia. [Imagem: IMSC]

O INO, uma colaboração de cerca de 25 institutos e universidades indianos reunidos pelo Instituto Tata de Pesquisa Fundamental, será principalmente uma instalação subterrânea para a Física de alta energia sem aceleradores.

O observatório vai concentrar seu estudo nos neutrinos do múon atmosféricos usando um calorímetro de ferro de 50 mil toneladas - o maior ímã do mundo -, para medir características dessas partículas fugazes.

Posteriormente o INO deverá ser expandido para uma instalação de ciência mais geral, acolhendo pesquisas geológicas, biológicas e hidrológicas.

Laboratório Nacional Gran Sasso

Conheça os laboratórios subterrâneos mais profundos do mundo
O laboratório Gran Sasso ficou conhecido do grande público com experimentos com neutrinos que poderiam ter superado a velocidade da luz - mas não o fizeram. [Imagem: LNGS]

Especial Laboratórios Subterrâneos

Kamioka

Sanford

Stawell

Modane

Boulby

Baksan

INO

Água Negra

Gran Sasso

SNOLAB

Pyhasalmi

Jinping

O Laboratório Nacional de Gran Sasso, na Itália, é o maior laboratório subterrâneo do mundo. É um laboratório de Física de alta energia que realiza vários experimentos de longo prazo com neutrinos, matéria escura e experimentos astrofísicos nucleares.

Entre eles, merece destaque o experimento OPERA, que detectou os primeiros candidatos a neutrino do tau, que surgiram por meio de oscilações de um feixe de neutrinos do múon enviados por baixo da terra pelo CERN, na fronteira entre a França e a Suíça, em 2010.

Equipes do Gran Sasso também colaboram com o Acelerador Fermi, dos EUA. Quando atualizado, o experimento ICARUS do Gran Sasso irá se juntar a dois outros experimentos no Fermilab para procurar por um quarto tipo de neutrino, o neutrino estéril.





Outras notícias sobre:

Mais Temas