Plantão

Maior telescópio do mundo será construído no Chile

Maior telescópio do mundo será construído no Chile
O "telescópio europeu extremamente grande", com um espelho de 42 metros de diâmetro, será instalado no Cerro Armazones, uma montanha com 3.060 metros de altitude situada na região central do deserto do Atacama, no Chile.[Imagem: ESO]

Telescópio extremamente grande

O Conselho que administra o Observatório Europeu do Sul (ESO) escolheu nesta segunda-feira o local de instalação do E-ELT (European Extremely Large Telescope), um telescópio tão grande que os astrônomos não pouparam superlativos ao batizá-lo.

O "telescópio europeu extremamente grande", com um espelho de 42 metros de diâmetro, será instalado no Cerro Armazones, uma montanha com 3.060 metros de altitude situada na região central do deserto do Atacama, no Chile.

O local fica a cerca de 130 quilômetros ao sul da cidade de Antofagasta e a 20 quilômetros do Cerro Paranal, onde está instalado o "telescópio muito grande" (Very Large Telescope - VLT), também do ESO.

"Este é um marco importante do projeto, que nos permitirá finalizar a concepção geral desta ambiciosa infraestrutura, que fará avançar enormemente o conhecimento astronômico", discursou Tim de Zeeuw, diretor geral do ESO.

Maior olho do mundo

O E-ELT vai operar na faixa do visível e do infravermelho e terá um espelho principal de 42 metros de diâmetro, tornando-se "o maior olho do mundo" vasculhando o céu.

A decisão sobre o local de construção do E-ELT foi tomada pelo Conselho do ESO, composto por representantes dos catorze países-membros, e baseou-se num extenso estudo de meteorologia comparada, feito ao longo de vários anos.

Qualidade astronômica da atmosfera

Existem vários fatores a ser levados em conta no processo de seleção do local de instalação de um telescópio. O papel preponderante cabe à "qualidade astronômica" da atmosfera - o número de noites claras, a quantidade de vapor de água e a "estabilidade" da atmosfera (também conhecida por seeing).

No entanto, há igualmente outros parâmetros a serem considerados, tais como os custos da construção e das operações e a sinergia científica e operacional com outras infraestruturas importantes (VLT/VLTI, VISTA, VST, ALMA e SKA, etc).

Os relatórios técnicos concluíram que o Cerro Armazones, próximo ao Paranal, destaca-se como o melhor local, uma vez que mostra o melhor balanço de qualidade do céu para todos os fatores considerados, ao mesmo tempo que pode ser operado de modo integrado com o Observatório do Paranal do ESO.

Os cerros Armazones e Paranal partilham as mesmas condições ideais para a observação astronômica, dispondo de céu limpo 320 noites por ano.





Outras notícias sobre:

Mais Temas