Nanotecnologia

Menor engrenagem do mundo vai para o Guinness

Menor engrenagem do mundo vai para o Guinness
É grande o interesse dos pesquisadores em fabricar estruturas mecânicas em dimensões moleculares, sobretudo para a construção de MEMS, micro e nano robôs e de nanomáquinas. [Imagem: IMRE]

Menor engrenagem do mundo

Estas são as menores engrenagens já fabricadas que funcionam de verdade.

As engrenagens moleculares e controláveis acabam de ser reconhecidas como as menores engrenagens do mundo, e serão registradas pelo livro dos recordes, o Guinness Book of World Records.

Na seção de um fio de cabelo humano caberiam 100.000 dessas engrenagens moleculares enfileiradas.

É grande o interesse dos pesquisadores em fabricar estruturas mecânicas em dimensões moleculares, sobretudo para a construção de MEMS, micro e nano robôs e de nanomáquinas.

O feito foi alcançado por uma equipe do Instituto de Pesquisas e Engenharia de Materiais (IMRE) de Cingapura, o mesmo instituto onde, há poucos dias, pesquisadores descobriram que o sal de cozinha pode aumentar a capacidade dos discos rígidos.

Engrenagem molecular

Enquanto as engrenagens industriais são feitas de plástico ou metal, estas nanoengrenagens são feitas de hexa-t-butil-pirimidopentafenilbenzeno - ou, se facilitar, uma pirimidina e cinco anéis fenil conectados a um fenil planar central.

O fenil planar foi colocado sobre uma impureza formada por um único átomo, que funciona como eixo.

Embora seja curioso, o processo ainda não gera peças utilizáveis: as engrenagens de dimensões moleculares foram construídas manipulando as moléculas individuais que constituem cada engrenagem, uma de cada vez, com a ponta de um microscópio eletrônico de tunelamento - a -266°C, em ambiente de alto vácuo.

Para fazê-la girar, também é necessário que a ponta do microscópio empurre a nanoengrenagem passo a passo, um dente de cada vez.

O artigo científico que descreveu as nanoengrenagens foi publicado em 2009, mas só agora o Guinness reconheceu o feito.

Bibliografia:

Step-by-step rotation of a molecule-gear mounted on an atomic-scale axis
C. Manzano, W.-H. Soe, H. S. Wong, F. Ample, A. Gourdon, N. Chandrasekhar, C. Joachim
Nature Materials
Vol.: 8, 576 - 579
DOI: 10.1038/nmat2467




Outras notícias sobre:

Mais Temas