Anúncios





Informática

Google lança versão do Minecraft para ensinar física quântica

Com informações da New Scientist - 24/10/2013

Google lança versão do Minecraft para ensinar física quântica
A nova versão do jogo, batizada de qCraft, acrescenta blocos com um toque quântico.[Imagem: Divulgação]

A ação fantasmagórica à distância e outras estranhices da mecânica quântica invadiram o mundo do jogo Minecraft.

O Laboratório de Inteligência Artificial Quântica do Google lançou uma versão do popular jogo de computador projetada para ensinar aos jogadores os fenômenos muito pouco intuitivos da física quântica.

No Minecraft tradicional, os jogadores exploram um mundo 3D feito de blocos de diferentes materiais. Eles podem usar as peças para construir qualquer estrutura que se possa imaginar, desde uma pequena cabana de madeira até uma réplica da nave Enterprise da série Jornada nas Estrelas.

Os jogadores também podem modificar o jogo para gerar novos conteúdos, incluindo diferentes tipos de blocos, ou alterar o andamento da trama, adicionando coisas como desastres naturais.

Minecraft quântico

A nova versão, batizada de qCraft, acrescenta blocos com um toque quântico.

Alguns podem ter múltiplas propriedades possíveis, mudando de aparência quando são observados, lembrando o conceito quântico de superposição e o colapso das funções de onda quando as partículas sofrem uma medição.

Pares de blocos também podem ser entrelaçados - ou emaranhados -, de modo que uma influência passe instantaneamente de um para o outro, não importa o quão distantes eles estejam no mundo virtual.

"O qCraft não é uma simulação científica perfeita, mas é uma forma divertida para os jogadores experimentarem algumas partes da mecânica quântica fora de experimentos mentais ou exemplos densos de livros didáticos," afirma a equipe.

No mundo real, o laboratório do Google vem usando um computador quântico para melhorar os controles do seu computador de vestir, o Glass.

A versão quântica do Minecraft pode ser baixada no endereço http://qcraft.org/.

Outras notícias sobre:

Mais Temas