Mecânica

Indianos projetam moto movida por turbina a ar comprimido

Indianos projetam moto movida por turbina a ar comprimido
Os cientistas indianos descobriram que o rendimento da turbina pode ser amplamente melhorado pelo controle preciso da pressão de entrada do ar comprimido e pelo ângulo em que o jato de ar incide sobre a "hélice" interna que faz o eixo da turbina girar.[Imagem: Singh et al.]

Carros a ar comprimido

Cientistas indianos divulgaram um projeto conceitual de uma motocicleta movida por uma turbina a ar comprimido.

A fabricante de automóveis indiana Tata já possui modelos comerciais de automóveis movidos a ar comprimido.

Em outra abordagem, pesquisadores suíços estão trabalhando em um motor misto que é capaz tanto de queimar gasolina ou etanol, quanto de ser alimentado por ar comprimido - veja Veículos híbridos ganham impulso com motor pneumático.

A maioria desses projetos consiste em injetar o ar comprimido nos cilindros de um motor, em tudo o mais parecido com um motor a combustão tradicional.

Moto elétrica sem bateria

Mas a ideia do Dr. Bharat Raj Singh e seus colegas do Instituto de Tecnologia de Lucknow é usar o ar comprimido para girar uma turbina. Segundo eles, o conceito poderá resultar em um veículo mais compacto, mais leve e ainda mais silencioso.

O conceito, segundo eles, também pode ser ampliado para ser empregado em automóveis.

Segundo os cientistas, o uso da turbina a ar comprimido poderia reduzir a poluição das áreas urbanas em até 60%, uma vez que os automóveis são os maiores geradores de poluentes quando queimam combustíveis fósseis.

Em seu estudo, os cientistas indianos descobriram que o rendimento da turbina pode ser amplamente melhorado pelo controle preciso da pressão de entrada do ar comprimido e pelo ângulo em que o jato de ar incide sobre a "hélice" interna que faz o eixo da turbina girar.

Motocicleta movida a ar

Mas o projeto não está pronto para ser implementado. O maior desafio a ser enfrentado pelos pesquisadores será a ampliação da capacidade do tanque de ar comprimido, mantendo-o compacto e leve o suficiente para ser utilizado em uma motocicleta.

Os tanques atuais seriam suficientes para acionar a turbina por cerca de 40 minutos, o que se traduz em uma autonomia de 30 quilômetros para a motocicleta movida a ar.

Além da possibilidade de literalmente encher o tanque, os pesquisadores planejam desenvolver um sistema que permita sua troca rápida, permitindo o reabastecimento por meio da troca do cilindro por outro cheio, o que poderá ser feito em postos de troca em mesmo em casa.

Bibliografia:

Study of the influence of vane angle on shaft output of a multivane air turbine
Bharat Raj Singh, Onkar Singh
Journal of Renewable and Sustainable Energy
Vol.: 2, 033101 (2010)
DOI: 10.1063/1.3424712




Outras notícias sobre:

Mais Temas