Nanotecnologia

Nanotorre de Babel é quase tão forte quanto diamante

Nanotorre de Babel é quase tão forte quanto diamante
A nanoestrutura em treliça poderá ter usos práticos em eletrodos para baterias, filtros e componentes ópticos. [Imagem: J. Bauer / KIT]

Metamaterial mecânico

Esta não é apenas a menor estrutura em treliça já construída pelo homem; é também a mais forte.

Com colunas e suportes feitos de carbono vítreo, a nanotorre mede 1 micrômetro de altura - um milésimo de milímetro - e tem 200 nanômetros de diâmetro - 200 milionésimos de milímetro.

E ela é extremamente forte, alcançando uma relação entre força e densidade inéditas.

"De acordo com os testes, a capacidade de suporte de carga da estrutura é muito próxima do limite teórico e muito acima do carbono vítreo não-estruturado. O diamante é o único sólido que possui uma estabilidade específica mais elevada," disse o professor Oliver Kraft, do Instituto de Tecnologia Karlsruher, na Alemanha.

Além de permitir o aprimoramento das técnicas de nanoconstrução, muito úteis no desenvolvimento de metamateriais, a nanoestrutura em treliça poderá ter usos práticos em eletrodos para baterias, filtros e componentes ópticos, entre inúmeras outras aplicações.

"Materiais estruturais leves, como os ossos e a madeira, são encontrados por todo lado na natureza. Eles têm uma capacidade de carga elevada e pouco peso, servindo portanto de modelo para metamateriais mecânicos para aplicações técnicas," disse Jens Bauer, responsável pela construção da nanotorre de Babel.

Bibliografia:

Approaching theoretical strength in glassy carbon nanolattices
J. Bauer, A. Schroer, R. Schwaiger, O. Kraft
Nature Materials
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nmat456




Outras notícias sobre:

Mais Temas