Plantão

NASA decifra "código morse" em dunas de Marte

NASA decifra
Apesar do fim dos telégrafos, o código Morse ainda é usado pelos radioamadores da Terra. [Imagem: NASA/JPL/Universidade do Arizona]

Telégrafo marciano

"NEE NED ZB 6TNN DEIBEDH SIEFI EBEEE SSIEI ESEE SEEE"

Não entendeu nada? É que a frase está em "marcianês".

Na verdade, ela foi obtida a partir de pontos e linhas formados por dunas de Marte que, se vistas de cima, se assemelham a elementos do código morse.

As formas foram geradas por processos naturais, a exemplo do que ocorre com as dunas dos desertos daqui da Terra - ou seja, moldadas pela direção do vento.

Mesmo assim, a cientista Veronica Brayn decidiu checar o que elas diriam se compusessem, de fato, alguma "mensagem alienígena" - e a resposta foi a sopa de letrinhas acima.

Os cientistas já haviam detectado esse padrão nas areias de Marte, mas em 6 de fevereiro uma sonda conseguiu mostrar detalhes ao registrar a topografia de uma região próxima ao polo norte do planeta. Isso revelou com mais clareza esses pontos e linhas.

Complexidade eólica

Em um comunicado para a imprensa, a NASA explicou que o acentuado padrão das dunas se deve à topografia particular do local: uma depressão circular, provavelmente formada pelo impacto de um asteroide, e que tem uma quantidade limitada de areia para ser arrastada pelo vento.

O resultado são as distintas linhas e pontos captados pela câmera do Experimento Científico de Imagens de Alta Resolução (HiRISE, na sigla em inglês), que está a bordo da Sonda Orbital de Reconhecimento de Marte (MRO), que fotografa o Planeta Vermelho desde a última década.

As imagens dão pistas sobre a complexidade dos padrões eólicos de Marte.

NASA decifra
Detalhes da "mensagem" em Morse nas dunas de Marte. [Imagem: NASA/JPL/Universidade do Arizona]

Mistério das dunas marcianas

As linhas largas são formadas por ventos bidirecionais, que sopram em ângulos diretos contra a duna. Com o tempo, o vento que sopra de uma ou outra direção espalha o material como um funil em forma de largas e escuras linhas que podem ser vistas nas imagens detalhadas.

Já os pontos, conhecidos como dunas "barcanoides", são um pouco mais misteriosos. Os geofísicos acreditam que eles se formam quando a produção de dunas lineares é subitamente interrompida. Mas os cientistas da NASA não estão muito seguros do que se trata, e é por isso que estão fotografando a região.

Informações precisas sobre a formação e o comportamento das dunas de Marte poderão ajudar a projetar futuras bases no planeta.





Outras notícias sobre:

Mais Temas