Robótica

Pernas robóticas dão mobilidade e aliviam cansaço de trabalhadores e idosos

Pernas robóticas dão mobilidade e aliviam cansaço de trabalhadores e idosos
[Imagem: Honda]

A Honda apresentou hoje no Japão a sua versão de pernas robóticas, um dispositivo de auxílio ao caminhar destinado a dar mais mobilidade a idosos e evitar o cansaço de trabalhadores que precisam passar muito tempo de pé.

As pernas robóticas não são um tipo especial de prótese e não se destinam a amputados e deficientes, mas a pessoas que possuem as duas pernas e controle total sobre seus membros. O alvo principal do equipamento, segundo a empresa, são os idosos e os trabalhadores.

Sentado sobre as pernas

O equipamento tem um assento, parecido com o selim de uma bicicleta. As pernas robóticas propriamente ditas ficam entre as pernas do usuário. Fazendo as vezes de pés, as pernas robóticas vêm equipadas com um par de sapatos, integrados ao equipamento.

Segundo a empresa, o novo equipamento de assistência ao caminhar, integrado ao seu mecanismo de suporte do corpo, reduz a carga sobre os músculos das pernas e as juntas.

Pernas robóticas para o dia-a-dia

Um mecanismo inteligente dirige a força auxiliar do equipamento para o centro de gravidade da pessoa e controla essa força de forma totalmente sincronizada com os movimentos das pernas do usuário.

Isso torna possível o uso das pernas robóticas em todas as atividades do dia-a-dia, permitindo, por exemplo, que a pessoa se agache e levante ou suba escadas, de forma totalmente natural, sem a necessidade de um controle explícito sobre o equipamento.

Dispositivo de auxílio ao caminhar

O dispositivo de auxílio ao caminhar, como a Honda chama as suas pernas robóticas, pesa 6,5 kg, é equipado com dois motores acionados por baterias recarregáveis de íons de lítio. A carga das baterias é suficiente para dar ao equipamento uma autonomia de 2 horas. O protótipo é adequado para pessoas com altura entre 1,65 e 1,75 metro.

O equipamento ainda não está disponível para venda. Neste mês começarão seus testes em ambientes reais, em residências e em fábricas da própria Honda. A empresa não divulgou data para sua comercialização e nem estimativas de preço.

Este é o segundo equipamento apresentado pela empresa neste ano com o objetivo de auxiliar as pessoas a caminharem com menos esforço - veja Honda apresenta mini-exoesqueleto que auxilia a andar.





Outras notícias sobre:

Mais Temas