Materiais Avançados

Aerogel eletrônico inspirado em planta aquática

Planta aquática inspira aerogel para eletrônica flexível
O aerogel foi inspirado na estrutura de uma planta aquática. [Imagem: Miao Yang et al. - 10.1021/acsnano.7b01815]

Leve e resistente

O desenvolvimento de aparelhos eletrônicos flexíveis, como tablets flexíveis, telas de enrolar e sensores portáteis, depende de materiais que sejam leves e flexíveis, mas, ao mesmo tempo, fortes e resistentes.

Os aerogéis são bons candidatos, mas ninguém até agora havia conseguido fabricar essas estruturas porosas com ambas as propriedades - leves e resistentes.

Miao Yang e seus colegas da Universidade Zhejiang, na China, foram buscar inspiração na Thalia dealbata, ou tália em pó, uma planta aquática fina mas muito resistente, capaz de suportar ventos muito fortes.

Yang usou uma técnica de congelamento bidirecional que sua equipe já havia desenvolvido anteriormente para fabricar um novo tipo de aerogel de grafeno, que lhe permitiu construir uma arquitetura que imita a estrutura do caule da planta.

Planta aquática inspira aerogel para eletrônica flexível
Testes elétrico e de compressão feitos simultaneamente mostraram a resiliência do material. [Imagem: Miao Yang et al. - 10.1021/acsnano.7b01815]

Aerogel biomimético

O aerogel biomimético mostrou-se capaz de suportar 6.000 vezes o seu próprio peso e manteve a sua força após ensaios intensivos de compressão.

A equipe também colocou o aerogel em um circuito com um LED para demonstrar que ele funciona como componente de um futuro dispositivo eletrônico flexível.

O próximo passo é utilizar a técnica biomimética para trabalhar com outros materiais e obter aerogéis ainda mais flexíveis e duráveis.

Bibliografia:

Biomimetic Architectured Graphene Aerogel with Exceptional Strength and Resilience
Miao Yang, Nifang Zhao, Ying Cui, Weiwei Gao, Qian Zhao, Chao Gao, Hao Bai, Tao Xie
ACS Nano
DOI: 10.1021/acsnano.7b01815




Outras notícias sobre:

Mais Temas