Plantão

Primeiro satélite equatoriano é atingido por lixo espacial

Primeiro satélite equatoriano é atingido por lixo espacial
O nanossatélite Pegaso, observado por Ronnie Nader, primeiro astronauta equatoriano.[Imagem: EXA]

O primeiro satélite equatoriano teve vida curta, sendo danificado ao se chocar contra um detrito espacial.

O nanossatélite Pégaso NEE-01, pesando 1,2 quilograma, foi lançado há menos de um mês por um foguete chinês.

Nesta quarta-feira, a agência JSOC (Joint Space Operations Center), que monitora o lixo espacial em órbita da Terra, alertou a agência espacial equatoriana (EXA) que o pequeno Pégaso estava em rota de colisão com o último estágio de um foguete Tsyklon-3, lançado pela Rússia em 1985.

Monitorando as próximas órbitas, os técnicos constataram que houve um choque lateral entre o satélite e o detrito espacial.

O nanossatélite Pégaso não foi destruído, mas agora gira velozmente no espaço, o que impede a recepção de suas fotografias e de sua transmissão permanente do hino nacional equatoriano.

O nanossatélite CubeBug-1, da Argentina, lançado junto com o Pégaso, também foi atingido por pelo menos um detrito espacial do mesmo foguete. Mas, apesar de uma mudança na inclinação, o satélite argentino teve mais sorte, e continua operacional.

"A Direção de Operações Espaciais da EXA está analisando os dados coletados a cada passagem do satélite para determinar se será possível recuperar o uso do satélite, e terá um relatório pronto para expor para a mídia nesta segunda-feira, 27", disse a EXA em nota.





Outras notícias sobre:

Mais Temas