Robótica

Quadricópteros prometem substituir carteiros e motoboys

Quadricópteros prometem substituir carteiros e motoboys
A equipe nem mesmo quis comprar um quadrirrotor comercial - eles construíram o seu próprio, usando peças de baixo custo[Imagem: TU Vienna]

Quadrirrotor com celular

Os quadricópteros - ou quadrirrotores - tornaram-se a ferramenta preferida para o desenvolvimento de algoritmos para veículos aéreos não-tripulados (VANTs) devido à sua estabilidade e possibilidades de controle.

Engenheiros da Universidade de Viena, na Áustria, demonstraram agora que também é possível transformar um quadrirrotor de pequeno porte em um veículo aéreo totalmente autônomo, abrindo a possibilidade de voos programados em ambientes urbanos e mesmo em ambientes fechados.

Na maior parte dos experimentos com veículos voadores robóticos, o controle remoto manual é substituído por um controle computadorizado, que incorpora os algoritmos de navegação que estão sendo desenvolvidos.

Os engenheiros austríacos levaram o hardware e o software de controle para dentro do próprio quadricóptero, dispensando a conexão via rádio a um computador externo.

O hardware nada mais é do que um telefone celular - um smartphone - devidamente depenado das partes não essenciais.

Para provar que dá para fazer tudo de forma mais barata, a equipe nem mesmo quis comprar um quadrirrotor comercial - eles construíram o seu próprio, usando peças de baixo custo - o smartphone é, de longe, a peça mais cara, segundo eles.

Quadricópteros prometem substituir carteiros e motoboys
A Dra. Annette Mossel e seus alunos, criadores do quadricóptero que promete se transformar em um "motoboy voador". [Imagem: TU Vienna]

Quadricóptero de entregas

Todo o experimento foi feito com a navegação em ambiente fechado, com o quadrirrotor fazendo percursos programados no software ou seguindo caminhos marcados na sala. Para isso, a câmera do celular monitora sinais semelhantes a códigos de barra grudados nas paredes ou no chão.

Mas o objetivo de longo prazo é levar o VANT de quatro hélices para o lado de fora, e torná-lo capaz de voar em ambientes não controlados.

"No futuro, o quadricóptero deverá ser capaz de voar sem esses códigos [de barras]. Em vez disso, queremos que ele use pontos de referência naturais, que podem ser obtidos pela câmera e também a partir de sensores de profundidade, como o Kinect," disse Annette Mossel, que desenvolveu o sistema em conjunto com seus alunos Hannes Kaufmann, Christoph Kaltenriner e Michael Leichtfried.

Há inúmeros usos possíveis para os VANTs, sobretudo com a navegabilidade e a facilidade de manobras dos quadricópteros.

As tarefas de fiscalização, incluindo áreas florestais e explorações minerais, estão entre as principais.

Mais no futuro, os engenheiros afirmam que a navegabilidade dos quadricópteros permitirá que eles substituam os sistemas de entrega de correspondências e entrega de encomendas domésticas, usando sinais de GPS para chegar até o destino.

Ou seja, em um futuro próximo, a promessa de que sua pizza vai chegar voando se tornará uma realidade.





Outras notícias sobre:

Mais Temas