Robótica

Raiz robótica cresce para explorar as profundezas

Robô-raiz

Plantas robóticas podem ser a solução para explorar as profundezas do solo e do nosso corpo.

É o acredita a Dra. Barbara Mazzolai, do Instituto Italiano de Tecnologia de Gênova.

O grupo de Mazzolai criou um sistema robótico que imita o comportamento das raízes.

A equipe pretende usar sensores macios feitos sob medida para a exploração subterrânea, que serão anexados a pontas que crescem a partir de um material que se desenrola, além de um mecanismo para reduzir o atrito ao penetrar no solo.

O sistema artificial será equipado para detectar a gravidade, a água, a temperatura, o toque, o pH e compostos químicos, como nitratos e fosfatos.

Robôs espaciais e médicos

Além de imitar uma única raiz, a equipe também está estudando como as raízes interagem umas com as outras, coordenando os seus movimentos através do solo.

"Os resultados poderão ser a base para uma nova inteligência coletiva", disse Mazzolai, referindo-se à chamada robótica de enxame.

Segundo ela, o sistema poderia produzir robôs mais eficientes em termos energéticos e que podem se adaptar ao ambiente.

Um uso óbvio para robôs semelhantes a plantas seria o monitoramento ambiental no solo, mas seu talento especial para adentrar em materiais, assim como para fixar-se, poderia ter aplicações no espaço.

Eles também têm utilizações potenciais em medicina, por exemplo, como endoscópios flexíveis que podem mover-se facilmente no interior do corpo humano.

"A capacidade de dobrar-se, crescer a baixa pressão e com baixo atrito, enquanto se adapta ao meio ambiente, pode criar uma nova abordagem para as ferramentas médicas," disse Mazzolai.





Outras notícias sobre:

Mais Temas