Mecânica

Recarregamento de carro elétrico é feito em duas horas

Recarregamento de carro elétrico é feito em duas horas
Um novo tipo de motorização para veículos elétricos integra o motor e o carregador de bateria em um bloco único. [Imagem: Saeid Haghbin]

Carro elétrico com carga rápida

Engenheiros suecos desenvolveram um novo tipo de motorização para veículos elétricos que integra o motor e o carregador de bateria em um bloco único.

Em comparação com os carregadores de bateria dos veículos elétricos atuais, eles conseguiram reduzir o tempo de carregamento de 8 para 2 horas.

E o custo do equipamento completo deverá ficar por volta de US$ 2.000.

A inovação foi desenvolvida por Saeid Haghbin, da Universidade de Tecnologia Chalmers.

Haghbin criou um novo motor de alta potência que integra o sistema de acionamento - o motor propriamente dito - e o carregador de bateria, utilizando um novo método de transferência de potência chamado transformador rotativo.

"O cenário ideal seria ter um carregador potente o suficiente para carregar um carro elétrico em cinco ou dez minutos, mas isso custaria mais de US$ 100.000, mais caro do que o próprio carro," diz Haghbin. "A questão que nos colocamos foi: como podemos reduzir o tamanho, o peso e o preço do carregador?"

Como o motor elétrico e o inversor não são usados durante o carregamento da bateria, os pesquisadores analisaram a possibilidade de usá-los no circuito do carregador, construindo um sistema integrado.

Recarregamento de carro elétrico é feito em duas horas
A bateria é carregada através do transformador e de um motor elétrico de fase dividida. [Imagem: Saeid Haghbin]

Transformador rotativo

Em outras palavras, eles incluíram o motor e o conversor no circuito do carregador de bateria para aumentar seu poder de carregamento a um custo mais baixo.

"Em vez de ter um carregador de bateria separado e isolado, nós introduzimos um novo conceito para a transferência de potência, o transformador rotativo, que foi desenvolvido para transferir energia elétrica ao girar", conta Saeid Haghbin.

"A bateria é carregada através do transformador e de um motor elétrico de fase dividida, que foi especialmente projetado para esta finalidade," explica.

O pesquisador afirma que está tentando encontrar um potencial usuário industrial, mas adianta que a Volvo já demonstrou interesse em financiar os desenvolvimentos que faltam para o uso comercial da tecnologia.





Outras notícias sobre:

Mais Temas