Plantão

Redução de emissão de carbono será feita com biocombustíveis

RenovaBio

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou as metas de descarbonização previstas na Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio).

Pela proposta, o governo se compromete a reduzir em 10%, até 2028, as emissões de carbono na matriz de combustíveis do país.

O objetivo é passar dos atuais 74,25 gramas equivalentes de dióxido de carbono por Megajoule (CO2/MJ) para 66,75g CO2/MJ, o que corresponde à retirada de 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera.

Para atingir esse objetivo, o RenovaBio pretende, entre outros pontos, ampliar a participação dos combustíveis renováveis "de forma compatível com o crescimento do mercado".

A intenção é ampliar para 18% a participação dos biocombustíveis na matriz energética até 2030.

Com a aprovação das metas, o próximo passo será a regulamentação dos mecanismos de certificação da produção de biocombustíveis e do crédito de descarbonização (CBIO).





Outras notícias sobre:

Mais Temas