Anúncios





Espaço

Robô atolado em Marte encontra indícios de água

Redação do Site Inovação Tecnológica - 29/10/2010

Robô atolado em Marte encontra indícios de água
Este mosaico de imagens mostra o solo à frente do robô Spirit, onde foram encontradas camadas extratificadas que indicam a infiltração de água. [Imagem: NASA/JPL-Caltech/Cornell University]

Laboratório em Marte

Parece que o plano de transformar o robô marciano Spirit em um laboratório fixo está dando mais resultados do que deixá-lo andando por Marte.

Cientistas da NASA acabam de anunciar que o terreno onde o robô está encalhado desde o ano passado tem indícios de que água líquida, oriunda provavelmente de neve derretida, escorreu para o subsolo de forma contínua em um passado geologicamente recente.

Depois de inúmeras tentativas para desatolar o robô, preso pelo umbigo em uma pedra, depois que suas rodas afundaram na areia mais do que o previsto, a NASA optou por transformar o Spirit em um laboratório fixo em Marte.

Apesar disso, alguns membros da missão ainda têm esperança de que, no próximo verão marciano, os painéis solares do robô recebam energia suficiente para novas tentativas de movê-lo.

Mas a experiência está mostrando que uma parada de vez em quando faz bem, mesmo para robôs.

Infiltração de água

Os instrumentos do Spirit identificaram camadas de solo estratificadas, com diferentes composições, próximas à superfície, sendo que os minerais mais solúveis desceram para camadas mais profundas do que os minerais não-solúveis.

A melhor hipótese para a observação é que a água fluiu do solo para o subsolo, diluindo os minerais e levando-os para camadas mais profundas. A análise é assinada por nada menos do que 37 cientistas, em um artigo publicado no Journal of Geophysical Research.

A infiltração poderia ter acontecido durante as mudanças climáticas cíclicas do planeta, nos períodos em que Marte sofre uma inclinação em seu eixo. A inclinação do eixo de rotação varia em escalas de tempo de centenas de milhares de anos.

Os minerais insolúveis mais próximos da superfície incluem o que parece ser hematita, sílica e gesso. Sulfatos férricos, que são mais solúveis, parecem ter sido dissolvido e levados junto com a água para camadas mais profundas. Nenhum desses minerais foi encontrado exposto na superfície, que é coberta por areia e poeira.

O irmão gêmeo do Spirit, o robô Opportunity, continua em uma longa jornada rumo a uma grande cratera, chamada Endeavour. Ele está agora a cerca de 8 quilômetros de distância de seu objetivo.

Bibliografia:

Spirit Mars Rover Mission: Overview and selected results from the northern Home Plate Winter Haven to the side of Scamander crater
R. E. Arvidson et al.
Journal of Geophysical Research
Vol.: 115, E00F03
DOI: 10.1029/2010JE003633
Outras notícias sobre:

Mais Temas