Meio ambiente

Sistema mede nível de tranquilidade de ambientes urbanos

Sistema mede nível de tranquilidade de ambientes urbanos
O sistema foi aferido em várias situações, da percepção em ambiente de laboratório até a observação de locais caracteristicamente tranquilos.[Imagem: Greg Watts]

Índice de tranquilidade

Cientistas da Universidade de Bradford, no Reino Unido, desenvolveram um sistema para medir o nível de tranquilidade de ambientes urbanos e espaços públicos.

A ferramenta, batizada de TRAPT - Tranquillity Rating Prediction Tool), ou Sistema de Previsão de Nível de Tranquilidade - tenta medir o quão relaxante é cada lugar, atribuindo um escore que permite que os diferentes locais sejam comparados entre si.

O professor Greg Watts, idealizador da ferramenta, acredita que o sistema pode ajudar os planejadores urbanos, arquitetos e ambientalistas a entender os impactos das medidas de "ecologização" das cidades, como a introdução de árvores, cercas vivas, vegetação adicional ou pinturas e murais.

Com isso, torna-se possível otimizar os espaços verdes ou rejuvenescer os subúrbios degradados e os centros da cidade, tipicamente abandonados conforme o crescimento desloca os centrais comerciais, financeiros e habitacionais para outras regiões de menor custo imobiliário.

Ecologização

O professor Watts argumenta que diversos estudos têm mostrado uma ligação clara entre ambientes tranquilos e a redução do estresse, o bem-estar e até o alívio da dor. Introduzir vegetação em um ambiente para torná-lo mais agradável - um processo chamado ecologização - é uma maneira de melhorar a tranquilidade, mas até agora arquitetos e planejadores só podiam se basear em seus próprios pressupostos sobre o impacto de suas intervenções.

"Atualmente, os arquitetos projetam ambientes urbanos para fornecer espaços abertos onde as pessoas podem relaxar. Embora sejam guiados por certos princípios, não é científico. O sistema TRAPT fornece uma medida robusta e testada de quão relaxante um ambiente realmente é, ou poderia ser uma vez construído," disse o professor Watts.

O sistema usa três medidas de avaliação de um ambiente urbano, incluindo o nível de ruído, a paisagem e fatores moderadores - a quantidade de elementos naturais como árvores, arbustos, flores ou água na linha dos olhos, por exemplo. O sistema dá então ao ambiente uma pontuação entre 0 e 10, um índice descrito como "percepção de tranquilidade".

"Estamos confiantes de que nossos testes nos ajudaram a criar uma ferramenta que fornece uma medida realista e confiável de relaxamento," acrescentou o pesquisador, salientando que foram mais de 10 anos de testes em laboratório e em campo para aferir a confiabilidade dos resultados do seu programa.

Bibliografia:

The effects of "greening" urban areas on the perceptions of tranquillity
Greg Watts
Urban Forestry & Urban Greening
Vol.: 26, August 2017, Pages 11-17
DOI: 10.1016/j.ufug.2017.05.010




Outras notícias sobre:

Mais Temas