Nanotecnologia

Melhor termômetro do mundo feito de luz

Melhor termômetro do mundo feito de luz
[Imagem: James Anstie/University of Adelaide]

Termômetro mais sensível do mundo

Físicos construíram o termômetro mais sensível do mundo - três vezes mais preciso do que os melhores termômetros atuais do mesmo tipo.

Usando-o, eles foram capazes de medir a temperatura com uma precisão de 30 bilionésimos de grau.

Dois feixes de luz verde e vermelha são forçados a circular milhares de vezes ao redor da borda de um cristal altamente polido. O cálculo de qualquer ligeira diferença na velocidade de propagação dos dois feixes é suficiente para relatar a temperatura.

"Acreditamos que esta é a melhor medição já feita da temperatura - a temperatura ambiente," disse o professor Andre Luiten, da Universidade de Adelaide, na Austrália.

Isto porque é possível fazer medições de temperatura mais precisas em ambientes criogênicos, em temperaturas muito baixas, perto do zero absoluto.

E o termômetro de luz permite "ler" mais informações do que simplesmente a temperatura.

"Todos nós sabemos que, se você olhar bem de perto, você verá que todos os átomos de qualquer material estão sempre chacoalhando. Mas nós realmente vemos essa flutuação incessante com nosso termômetro, mostrando que o mundo microscópico está sempre em movimento," acrescentou o professor Luiten, para enfatizar a precisão do nanotermômetro.

Segundo Luiten, a nova técnica utilizada no termômetro pode ser redesenhada para fazer medidas ultrassensíveis de outras grandezas, como pressão, umidade, força ou mesmo procurar por uma determinada substância química.

Bibliografia:

Nano-Kelvin Thermometry and Temperature Control: Beyond the Thermal Noise Limit
Wenle Weng, James D. Anstie, Thomas M. Stace, Geoff Campbell, Fred N. Baynes, Andre N. Luiten
Physical Review Letters
Vol.: 112, 160801
DOI: 10.1103/PhysRevLett.112.160801




Outras notícias sobre:

Mais Temas