Nanotecnologia

Descoberto tecido mais fino do mundo, com apenas um átomo de espessura

Cientistas produzem nanotecido com apenas um átomo de espessura
O nanotecido é um grafeno, uma estrutura pertencente à família dos fulerenos. Trata-se do primeiro fulereno bidimensional. [Imagem: Univ.Manchester]

Pesquisadores das Universidades de Manchester, Inglaterra, e Chernogolovka, Rússia, conseguiram fabricar o mais fino tecido do mundo, com apenas um átomo de espessura.

Os pesquisadores conseguiram extrair planos individuais de carbono a partir de cristais de grafite, criando um material chamado grafeno.

A pesquisa foi publicada no exemplar do dia 22 de Outubro da revista Science.

Grafeno

A folha de carbono é estável, altamente flexível, forte e é excelente condutora de eletricidade. O nanotecido é um grafeno, uma estrutura pertencente à família dos fulerenos. Trata-se do primeiro fulereno bidimensional.

A equipe, liderada pelo professor Andre Geim, está se concentrando nas propriedades eletrônicas do novo material.

Utilizando as técnicas de microfabricação utilizadas para se construir chips de computadores, eles conseguiram construir um transistor de efeito de campo (FET) ambipolar totalmente funcional a temperatura ambiente.

O nanotecido permitiu a construção de transistores com velocidade de chaveamento extremamente rápidas, graças à facilidade com que os elétrons conseguem se mover ao longo do novo material.

Nanotecido

Em termos de aplicações potenciais, as qualidades demonstradas pelo grafeno somente podem ser comparadas com aquelas verificadas em nanotubos de carbono.

"Como os nanotubos de carbono são basicamente feitos a partir de fitas estreitas de grafenos, qualquer uma das milhares de aplicações atualmente consideradas para os nanotubos, graças às suas propriedades únicas, também poderão se aplicar ao próprio grafeno," explica o professor Geim.

Mas, antes que o novo material possa se mostrar útil, os cientistas terão que conseguir produzir folhas grandes do nanotecido. "Os engenheiros da computação necessitarão de pastilhas de grafeno de algumas polegadas de tamanho, antes de poder considerá-lo 'a bola da vez'," diz Geim.

Bibliografia:

Electric Field Effect in Atomically Thin Carbon Films
K. S. Novoselov, A. K. Geim, S. V. Morozov, D. Jiang, Y. Zhang, S. V. Dubonos, I. V. Grigorieva, A. A. Firsov
Science
22 October 2004
Vol.: 306. no. 5696, pp. 666 - 669
DOI: 10.1126/science.1102896




Outras notícias sobre:

    Mais Temas