Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Eletrônica

Cientistas da IBM freiam a luz no interior de um chip

Redação do Site Inovação Tecnológica - 07/11/2005

Cientistas da IBM freiam a luz no interior de um chip

Frear a luz

A IBM anunciou que seus pesquisadores criaram um minúsculo componente que representa um avanço enorme no uso da luz no lugar da eletricidade para a conexão entre componentes eletrônicos, o que deverá aumentar drasticamente a velocidade dos computadores.

Os cientistas da empresa conseguiram diminuir a velocidade da luz para 1/300 de seu valor normal, direcionando-a para um canal precisamente projetado, perfurado em silício, chamado guia de ondas de cristal fotônico.

O projeto inovador desse componente permite que a velocidade da luz seja variada em uma larga faixa de velocidades, por meio da aplicação de voltagens controladas no guia de ondas.

Freio de silício

Os cientistas já sabem há anos como diminuir a velocidade da luz para valores muito baixos, mas sempre em condições de laboratório.

Mas controlar a velocidade da luz no interior de um chip de silício, utilizando técnicas de fabricação normalmente utilizadas pela indústria eletrônica, é uma inovação sem precedentes.

As diminutas dimensões do novo dispositivo, a utilização de materiais semicondutores normalmente utilizados na indústria e a grande capacidade de controle da velocidade da luz, poderão tornar esta tecnologia útil para se construir circuitos de comunicações ópticas ultra-compactos, adequados para a integração no interior de microprocessadores.

O guia de ondas de cristal fotônico é uma minúscula fatia de silício permeada por uma rede regular de furos que difundem a luz. O padrão e o tamanho dos furos dão ao material um índice de refração muito alto - quanto maior o índice de refração, menor será a velocidade da luz.

Aquecendo-se localmente o guia de ondas por meio de uma pequena corrente elétrica, é possível alterar seu índice de refração, alterando, por conseguinte, a velocidade da luz no interior do dispositivo.







Outras notícias sobre:
  • Fotônica
  • Microeletrônica
  • Processadores
  • Transmissão de Dados

Mais tópicos