Plantão

Brasil terá mais de 60 institutos nacionais de ciência e tecnologia

Alana Gandra - 24/09/2008

O Ministério da Ciência e Tecnologia recebeu cerca de 300 propostas de grupos de pesquisas para a criação de uma rede de institutos nacionais de ciência e tecnologia. O prazo de apresentação das propostas terminou na semana passada.

O ministro Sérgio Rezende revelou que serão implantados entre 60 a 70 institutos nacionais, em parceria com alguns estados. Ele destacou nesse processo o interesse e a disposição do governo fluminense em aderir ao programa, oferecendo contrapartida de recursos. O exemplo do Rio de Janeiro acabou sendo seguido por outras unidades da Federação.

Os recursos para o programa de institutos nacionais alcança em torno de R$ 500 milhões para os três primeiros anos, dos quais 40% serão destinados às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os institutos funcionarão de forma multicêntrica, sob a coordenação de uma instituição-sede de renomada competência nas áreas de pesquisa selecionadas. Os convênios deverão ser assinados por cinco anos.

Segundo a assessoria do Ministério da Ciência e Tecnologia, metade dos recursos se destinará a projetos desenvolvidos em áreas estratégicas do Plano de Ação em Ciência, Tecnologia e Inovação, lançado em novembro do ano passado. Entre elas, destacam-se biocombustível, biotecnologia, nanotecnologia, agricultura, saúde, nuclear, espacial e Amazônia.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas