Espaço

Brasileiro ajuda a projetar estufa inflável para Marte

Brasileiro ajuda a projetar estufa inflável para Marte
A estufa conta com robôs para a colheita das plantas. [Imagem: Green on the Red Planet Team]

Verde no Planeta Vermelho

O estudante brasileiro Dilermando da Costa Ferreira Neto faz parte de uma equipe premiada com o segundo lugar em uma competição promovida pela NASA.

O projeto Green on the Red Planet (Verde no Planeta Vermelho) consiste em uma estufa autônoma, com módulos infláveis e funcionamento automático, capaz de sustentar até quatro astronautas em missões de longa duração em Marte - ou, quem sabe, em uma colonização definitiva de Marte.

A estufa conta com sistemas para controle das condições ambientais no uso de energias renováveis e um sistema de robôs para a colheita das plantas, de forma a facilitar a implantação de uma futura colônia permanente no planeta vermelho.

Brasileiro ajuda a projetar estufa inflável para Marte
O estudante brasileiro descreve o projeto em vídeo produzido pela NASA. [Imagem: NASA]

Ciência sem Fronteiras

Dilermando, que é estudante do 7° semestre de Engenharia de Controle e Automação na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), está atualmente na Itália, como bolsista do programa Ciência sem Fronteiras.

Sua equipe recebeu o segundo lugar no desafio Deployable Greenhouse, competição mundial com foco na solução de questões ligadas à exploração espacial. A atividade é realizada pelo Centro Espacial Kennedy, da NASA.

Como premiação, os componentes da equipe foram convidados pela NASA para assistir, no dia 18 de novembro, o lançamento da sonda espacial MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile EvolutioN), que vai estudar a atmosfera de Marte e suas mudanças ao longo do tempo.

Na ocasião, eles terão ainda a oportunidade de conhecer a equipe de engenheiros que atualmente trabalha no desenvolvimento desse tipo de estufa espacial e que inspirou a criação do desafio Deployable Greenhouse.





Outras notícias sobre:

    Mais Temas