Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Buracos negros mudam de marcha

Redação do Site Inovação Tecnológica - 08/06/2012

Buracos negros mudam de marcha
Buraco negro em primeira marcha (esquerda), e em segunda marca (direita), alterando entre a emissão de jatos e a emissão de raios X.
[Imagem: P. Jonker/Rob Hynes]

Feixe de raios ou jatos

Buracos negros são "motores" muito eficientes e de altíssima potência, que não apenas engolem matéria, mas também devolvem um monte de energia para o Universo em troca da massa que consomem.

Esse retorno de energia pode vir na forma de fortes feixes de raios X ou de jatos muito poderosos.

Embora o papel desempenhado pelos feixes de raios X seja mais difícil de aferir, os jatos de material emitidos quase à velocidade da luz podem fazer com que nuvens de gás comecem a formar estrelas, ou podem formar gigantescas bolhas de calor nos aglomerados de galáxias.

Mas essa diferença de comportamento, que aparentemente indica a existência de dois tipos diferentes de buracos negros, vem desafiando os astrônomos há muito tempo.

Nos últimos anos, observações mostraram que haveria uma conexão entre a emissão de raios X e o jato de material emitido por diferentes buracos negros.

Mas nem todos pareciam obedecer à regra, e voltou a vigorar a ideia da existência de dois tipos de buracos negros.

Buracos negros mudam de marcha

Agora, cientistas holandeses demonstraram que não há dois tipos de buracos negros, mas o mesmo buraco negro alterna entre os dois comportamentos.

Segundo eles, não é que os buracos negros venham com dois tipos de motor, é que eles mudam de marcha, disparando sua potência de formas diferentes.

"Nós descobrimos que os buracos negros também podem 'mudar de marcha', demonstrando que isto não é uma propriedade excepcional de um buraco negro específico," disse Eva Ratti, do Instituto de Pesquisas Espaciais da Holanda.

"Nós também descobrimos que a mudança entre as marchas acontece em luminosidades de raios X similares para todos os buracos negros que estudamos," completou.

Essas descobertas observacionais fornecem informações importantes para alimentar os modelos teóricos que tentam explicar tanto o funcionamento do próprio "motor" do buraco negro, como seu impacto no ambiente ao seu redor.

Bibliografia:

Artigo: The black hole candidate MAXI J1659-152 in and towards quiescence in X-ray and radio
Autores: P. G. Jonker, J. C. A. Miller-Jones, J. Homan, J. Tomsick, R. P. Fender, P. Kaaret, S. Markoff, E. Gallo
Revista: Monthly Notices of the Royal Astronomical Society
Vol.: Article first published online
DOI: 10.1111/j.1365-2966.2012.21116.x






Outras notícias sobre:
  • Corpos Celestes
  • Universo e Cosmologia
  • Telescópios
  • Radiação Eletromagnética

Mais tópicos