Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

Cargueiro espacial europeu Júlio Verne atraca-se automaticamente à ISS

Redação do Site Inovação Tecnológica - 03/04/2008

Cargueiro espacial europeu Júlio Verne atraca-se automaticamente à ISS
O cargueiro espacial utiliza raios laser em sua aproximação final e atracação com o módulo russo Svezda.
[Imagem: ESA]

O módulo de carga Júlio Verne, também conhecido como ATV ("Automated Transfer Vehicle") atracou-se automaticamente à Estação Espacial Internacional (ISS) há poucos instantes, às 11:45 horas, horário de Brasília.

Este foi o vôo inaugural do módulo automatizado descartável, construído pela Agência Espacial Européia. O ATV será responsável por levar suprimentos para a ISS nos próximos anos, entre os quais equipamentos, peças de reposição, combustível, ar e água.

Nave descartável

Cada ATV deverá permanecer conectado à Estação Espacial por pouco mais de um ano. Durante esse período, os astronautas retiram aos poucos sua carga, substituindo os espaços com o lixo gerado por eles.

Quando toda a carga útil já tiver sido utilizada, o ATV desconecta-se da ISS e reentra automaticamente na atmosfera. Boa parte dele deve queimar-se na reentrada, com o restante caindo em um ponto isolado do Oceano Pacífico.

Cargueiro espacial

O ATV Júlio Verne mede 10,3 metros de comprimento por 4,5 metros de diâmetro, sendo capaz de levar 7,7 toneladas de carga para o espaço no interior dos seus 48 m3. Na sua parte traseira estendem-se quatro painéis solares em forma de X.

Entre os suprimentos levados pelo ATV estão 840 quilogramas de água potável e 100 quilogramas de ar, além de 860 quilogramas de propelente para reabastecimento dos tanques que alimentam os foguetes propulsores da própria ISS.

O ATV se atracou ao módulo russo Svezda, guiado por um sistema de direção por GPS, sendo a aproximação final, até a atracação, feita por um sistema de guia a laser.

Correções de órbita da ISS

Como o ATV é dotado de seu próprio sistema de navegação e propulsão, ele passará também a ser responsável pelas correções de órbita da ISS. Para isso ele leva 4,7 toneladas de combustível em seus tanques.

Mesmo estando em ambiente de microgravidade, a Estação Espacial está sujeita a um atrito com os estratos superiores da atmosfera terrestre, o que faz com que sua altitude diminua lenta mas continuamente, exigindo o uso de foguetes para recolocá-la em posição segura.

O ATV possui quatro motores principais e 28 pequenos motores de posicionamento, o que lhe garante uma navegação extremamente precisa - veja mais detalhes na reportagem Depois de Colombo, agora é Júlio Verne quem irá ao espaço.







Outras notícias sobre:
  • Estação Espacial Internacional
  • Foguetes
  • Sondas Espaciais
  • Satélites Artificiais

Mais tópicos