Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Informática

IBM lança seu primeiro computador quântico comercial

Redação do Site Inovação Tecnológica - 09/01/2019

IBM lança seu primeiro computador quântico comercial
O gabinete futurístico, medindo 2,70 metros de aresta, associa a imagem dos computadores quânticos à dos tradicionais mainframes.
[Imagem: IBM]

Computador quântico comercial

A IBM confirmou o lançamento do seu primeiro computador quântico projetado para uso comercial, conforme havia anunciado no ano passado.

O sistema, batizado de IBM Q System One, não será vendido, mas alugado, com os futuros clientes fazendo seus cálculos quânticos pela internet.

O anúncio é um esforço de marketing em busca do estabelecimento de uma "supremacia comercial", mais do que uma supremacia técnica.

Afinal, com seus 20 qubits, o equipamento está longe de atingir a "supremacia quântica", o ponto a partir do qual os processadores quânticos deverão superar os processadores eletrônicos clássicos, o que se estima exigir pelo menos 50 qubits.

De fato, o primeiro teste comparativo de processadores quânticos mostrou resultados um tanto decepcionantes.

Quântico e eletrônico

O equipamento da IBM combina sessões quânticas e sessões computacionais eletrônicas para permitir o acesso via internet e a manipulação dos complicados algoritmos quânticos, sendo um upgrade do computador quântico de 5 qubits disponibilizado via internet pela empresa em 2016 - só que o uso daquele era gratuito.

Como novidades, há uma interface mais amigável, que permite que os algoritmos quânticos sejam inseridos por meio de linguagens de programação comuns, como a Python, e um invólucro futurístico, uma caixa quadrada de 2,70 metros, onde vai embutida toda a parafernália eletrônica e quântica, além do sistema de criogenia, necessário para manter os qubits estáveis em suas armadilhas magnéticas.

IBM lança seu primeiro computador quântico comercial
Esquema do IBM Q System One.
[Imagem: IBM]

Computadores quânticos no mercado

A IBM não é a primeira empresa a oferecer um computador quântico para uso comercial. A D-Wave Systems, que apresentou seu processador quântico em 2007, fez uma parceria com a gigante aeroespacial Lockheed Martin em 2011 e já vende seu sistema há vários anos.

O processador quântico da D-Wave tem 128 qubits e se baseia em uma técnica chamada recozimento quântico (quantum annealing). Tem havido muita disputa acadêmica sobre seu funcionamento, por não se tratar de um processador universal - ele é projetado para cálculos específicos -, mas testes mostraram que o processador quântico da D-Wave é realmente quântico.

Embora ainda não em escala comercial, o Google já revelou detalhes do seu computador quântico, enquanto a Intel construiu um processador quântico com 49 qubits.



Outras notícias sobre:
  • Computação Quântica
  • Supercomputadores
  • Transmissão de Dados
  • Armazenamento de Dados

Mais tópicos