Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Robótica

Lesmas d'água inspiram novo sistema de propulsão para robôs

Redação do Site Inovação Tecnológica - 01/12/2008

Lesmas d'água inspiram novo sistema de propulsão para robôs
Lesma d'água movimentando-se sobre a superfície lisa e sem atrito da água, usando sua "propulsão" à base de ondas no muco.
[Imagem: David Hu (MIT and Georgia Tech) and Brian Chan (MIT).]

Alta tecnologia e lesmas, à primeira vista, não parecem ter muito em comum. Mas o Dr. Eric Lauga não concorda com isso. Estudando as lesmas d'água, ele acredita ter descoberto uma nova forma de propulsão que não apenas ajudará a movimentar robôs, mas também que os permitirá andarem de cabeça para baixo em qualquer superfície e até mesmo sobre a água.

Tecnologias biônicas

As lesmas já serviram de inspiração para diversos robôs, naquilo que se chama biomimetismo - a aplicação de técnicas e soluções biológicas encontradas na natureza a problemas de engenharia.

Os cientistas das tecnologias biônicas acreditam que usar as soluções desenvolvidas pelos organismos vivos em equipamentos dos mais diversos tipos pode evitar um grande número de testes e avaliações porque a pressão evolucionária forçou os animais a se tornarem altamente otimizados e eficientes.

O segredo de andar sobre as águas

Foi esta constatação que fez com que o Dr. Lauga passasse a estudar as lesmas d'água em busca da resposta a uma constatação desafiadora: Como é que esses animais tão simples movimentam-se na água, em superfícies molhadas e até mesmo em inclinações totalmente negativas e de cabeça para baixo em superfícies totalmente irregulares?

Segundo ele, a resposta está nas ondas que esses animais criam no muco que eles expelem e sobre o qual se movimentam. São essas ondas que permitem que as lesmas d'água criem um arrasto que as permite movimentar-se sobre a superfície absolutamente lisa da água.

Nova forma de propulsão

As lesmas d'água "distorcem" a superfície macia e extremamente lisa da água de um lago aplicando forças sobre ela através do muco. Como elas são muito leves, não precisam fazer qualquer esforço para boiarem.

O detalhe mais impressionante dos resultados é que eles demonstram que as lesmas utilizam seu muco tanto como "adesivo", sobre o qual firmam seu pé para se movimentarem, já que a água não oferece o apoio encontrado no solo, quanto como lubrificante, permitindo-lhes deslizar suavemente sobre a própria superfície.

Os pesquisadores acreditam que podem criar mecanismos artificiais biomiméticos que criem distorções no mesmo padrão, o que permitirá que os robôs andem sobre superfícies lisas e mesmo sobre a água. "As lesmas d'água nos mostraram que isto é possível, então será possível projetar sistemas biomiméticos que tirem vantagem desse movimento," diz Lauga.

Bibliografia:

Artigo: Crawling Beneath the Free Surface: Water Snail Locomotion
Autores: Sungyon Lee, John W. M. Bush, A. E. Hosoi, Eric Lauga
Revista: Physics of Fluid
Vol.: 20, 082106 2008
Link: http://maeresearch.ucsd.edu/lauga/references/Leeetal_PoF08.pdf






Outras notícias sobre:
  • Robôs
  • Robôs Assistentes
  • Foguetes
  • Motores

Mais tópicos