Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Plantão

Luas de Urano são surpreendente parecidas com Plutão

Redação do Site Inovação Tecnológica - 15/09/2020

Luas de Urano são surpreendente parecidas com Plutão
Imagens das cinco maiores luas uranianas: Miranda, Ariel, Umbriel, Titânia e Oberon. A sonda espacial Voyager 2 tirou estas fotos durante um sobrevoo em 24 de janeiro de 1986.
[Imagem: NASA/JPL/MPIA]

Luas de Urano

Mais de 230 anos atrás, o astrônomo William Herschel descobriu o planeta Urano e duas de suas luas.

Agora, usando dados do telescópio espacial Herschel, um grupo de astrônomos do Instituto Max Planck de Astronomia, na Alemanha, conseguiu determinar as propriedades físicas das cinco luas principais de Urano.

A radiação infravermelha, gerada pelo aquecimento do Sol em suas superfícies, sugere que essas luas se assemelham a planetas anões como Plutão.

A equipe desenvolveu uma nova técnica de análise que extraiu os fracos sinais das luas próximas a Urano, que é mais de mil vezes mais brilhante.

Mesmo objetos muito frios irradiam intensamente no infravermelho, como Urano e suas cinco luas principais, que, aquecidos pelo Sol, atingem temperaturas entre -213 e -193 °C.

A equipe descobriu que essas superfícies armazenam calor muito rapidamente e esfriam comparativamente mais lentamente. Os astrônomos conhecem esse comportamento, tipicamente visto em corpos celestes compactos com uma superfície áspera e gelada.

Luas de Urano são surpreendente parecidas com Plutão
O estudo foi possível devido a um verdadeiro golpe de sorte, com o planeta sendo fotografado de um ângulo nunca visto antes, em que o Sol iluminou as diversas partes de Urano.
[Imagem: Keck/NASA]

Luas capturadas

É por isso que os astrônomos sugerem que essas luas devem ser corpos celestes semelhantes aos planetas anões na borda do Sistema Solar, como Plutão ou Haumea.

Além disso, estudos de outras equipes sobre algumas das luas uranianas externas - também feitas com dados do telescópio Herschel - indicam que elas têm propriedades térmicas diferentes. Essas luas apresentam características dos objetos transnetunianos menores, localizados em uma zona além do planeta Netuno.

"Isso também se encaixaria nas especulações sobre a origem das luas irregulares. Por causa de suas órbitas caóticas, presume-se que elas foram capturadas pelo sistema uraniano apenas em uma época tardia," comentou o professor Thomas Müller.

Bibliografia:

Artigo: Herschel-PACS photometry of the five major moons of Uranus
Autores: Ö. H. Detre, T. G. Müller, U. Klaas, G. Marton
Revista: Astronomy & Astrophysics
Vol.: 641, A76
DOI: 10.1051/0004-6361/202037625





Outras notícias sobre:
  • Corpos Celestes
  • Telescópios
  • Sondas Espaciais
  • Universo e Cosmologia

Mais tópicos