Materiais Avançados

Mensagens secretas em plástico vão de invisíveis a luminosas
Ilustração do processo e fotos de etiquetas luminescentes fabricadas e gravadas pela equipe (embaixo à direita) e depois apagadas (em cima à esquerda). [Imagem: M. Gmelch/H. Thomas-TU Dresden]

Mensagens luminosas

Pesquisadores alemães fabricaram um filme plástico ultrafino que permite leitura, gravação e regravação de mensagens com a mesma resolução de uma impressora laser.

A diferença é que as mensagens são luminosas - elas se acendem - e todo o processo de gravar, apagar e regravar é feito unicamente com luz, sem precisar de tinta.

Para isso, Max Gmelch, da Universidade de Dresden, introduziu moléculas orgânicas luminescentes em folhas de polímero de 50 micrômetros de espessura.

Finalizado o processo de fabricação, as moléculas estão em estado inativo e, portanto, não brilham. Usando localmente a irradiação ultravioleta, é possível transformar este estado em ativo, luminescente.

Como a luz UV pode ser aplicada com grande precisão, é possível escrever mensagens ou fazer desenhos com a mesma resolução que se obtém, por exemplo, nas impressoras a laser tradicionais.

Escrever e apagar com luz

A chave para as mensagens poderem ser ligadas e desligadas são moléculas de oxigênio, presentes na folha de plástico, que roubam a energia da luz das moléculas luminescentes, inibindo seu brilho.

A radiação ultravioleta induz uma reação química que remove o oxigênio da camada. Em consequência, as moléculas luminescentes são ativadas e podem então emitir luz livremente, tornando as mensagens visíveis.

O processo de desativação usa luz infravermelha. Ao gerar um aumento na temperatura da folha plástica, a maior permeabilidade permite que o oxigênio retorne à camada, desligando o brilho das moléculas. A mensagem é completamente apagada e novos dados podem ser gravados na película.

A equipe afirma que o material pode ser fabricado em qualquer dimensão a um custo de menos de dois euros por metro quadrado, podendo ser usado em uma ampla gama de aplicações, como códigos de barras, números de série ou endereços, que podem ser ocultados e "abertos" para leitura sob demanda.

Além disso, essas tags invisíveis podem aumentar a segurança de documentos e combater a falsificação, concluem.

Bibliografia:

Programmable transparent organic luminescent tags
Max Gmelch, Heidi Thomas, Felix Fries, Sebastian Reineke
Science Advances
Vol.: 5, no. 2, eaau7310
DOI: 10.1126/sciadv.aau7310




Outras notícias sobre:

    Mais Temas