Logotipo do Site Inovação Tecnológica





Espaço

NASA seleciona material para proteger naves que irão à Lua

Redação do Site Inovação Tecnológica - 20/04/2009

NASA seleciona material do escudo térmico para retorno à Lua
Módulo Orion, que levará os astronautas de volta à Lua por volta de 2020. O escudo térmico recobrirá a parte inferior colorida.
[Imagem: NASA/Ryan Hanyok]

Escudo térmico

A NASA selecionou o material que funcionará como escudo térmico para proteger os astronautas quando forem retomados os voos para a Lua. O material será utilizado para proteger o módulo Orion, que levará e trará de volta os astronautas.

O módulo Orion é parte do Programa Constellation, que está sendo desenvolvido pela NASA para substituir os ônibus espaciais. O módulo será lançado por um foguete Ares I.

Ao viajar para a Lua, o módulo estará sujeito a temperaturas até cinco vezes mais altas do que aquelas a que estão sujeitas as naves que vão até a Estação Espacial Internacional. Essas temperaturas poderão atingir até 2.760º C durante a reentrada na atmosfera.

O escudo térmico terá a forma de um disco, instalado na base do módulo Orion. Ele deverá ser capaz de manter o calor longe do restante da estrutura do módulo, desgastando-se de forma controlada, suportando uma situação que faz a maioria dos materiais fundirem-se instantaneamente.

Dos oito candidatos iniciais, restaram dois: o Avcoat e o PICA (Phenolic Impregnated Carbon Ablator). Os dois se mostraram adequados para as missões espaciais e passaram para a etapa final de avaliação.

A força da experiência

O Avcoat é um velho conhecido da NASA, tendo sido usado na proteção dos módulos Apollo, há mais de 40 anos, e em algumas áreas dos ônibus espaciais em suas versões iniciais. O material é feito de fibras de sílica com um preenchimento de resina epóxi, aplicado sobre uma base, de forma muito parecida com a fabricação de materiais de fibra de vidro.

Já o PICA é produzido em blocos e deve ser colado como se fossem ladrilhos, como na proteção térmica dos ônibus espaciais. Ele também foi usado na missão Stardust.

Nos testes exaustivos feitos pela NASA, o Avcoat mostrou a força de sua experiência, resistindo melhor às demonstrações em escala 1:1.

"O maior desafio com o Avcoat foi reavivar a tecnologia para fabricar o material de forma que o seu desempenho fosse semelhante ao que foi demonstrado durante as missões Apollo ", disse John Kowal, engenheiro responsável pelo escudo térmico. "Tendo alcançado esse patamar, o sistema de avaliação indicou claramente que o Avcoat era o melhor sistema."






Outras notícias sobre:
  • Exploração Espacial
  • Polímeros
  • Foguetes
  • Universo e Cosmologia

Mais tópicos